2 set 2009 - 17h14

Torcedores comentam reajuste do Sócio Furacão

Havia rumores há cerca de 45 dias sobre um possível aumento no plano societário atleticano. Grupos de Conselheiros foram consultados e grande parte deles achava realmente que o Plano Sócio Furacão ao custo de R$ 50 e com todas as vantagens que oferece estava com seu preço defasado, concordando com um reajuste que acabou definido em 40%.

Comparado a planos semelhantes com outros clubes do Brasil, o Sócio Furacão tinha excelente relação custo X benefício. Por R$ 50, o sócio tinha direito a cadeira reservada com seu nome nos jogos com mando do Atlético no Joaquim Américo, sem precisar enfrentar filas, concorria a promoções exclusivas e tinha como grande diferencial poder, decorrido prazo regimental prescrito no Estatuto do clube, reformulado em novembro de 2008, de votar e ser votado e fazer parte dos Conselhos Administrativo e Deliberativo do Atlético.

Outras equipes do Brasil possuem planos semelhantes, até mesmo mais baratos, mas nenhum com tamanhas vantagens, principalmente à entrada na vida política do clube. Na capital por exemplo, o Coritiba possui planos que vão de R$ 38 a R$ 55 mensais com direito a ingressos e planos mais elaborados com vantagens extras. Já para acompanhar o Paraná Clube o associado pode pagar de R$ 23 (curva norte) até R$ 73 (cadeira social).

Os times que estão na ponta do atual campeonato brasileiro também possuem planos que variam entre R$ 96 e R$ 200 (todos os jogos do returno do São Paulo), de R$ 22 com direito a preferência na compra do ingresso com desconto a R$ 130 no Internacional ou nos planos nação esmeraldina ouro a R$ 25,00 ou esmeralda a R$ 50 mensais que o Goiás disponibiliza a seus torcedores.

A maior contestação dos torcedores do Atlético nem se baseia tanto no valor de R$ 70 e sim no reajuste considerado muito alto – 40% – e no momento em que foi feito. O Atlético ainda luta para permanecer longe da zona de rebaixamento, tem poucas perspectivas de uma boa colocação no nacional, ainda não estreou na Sul Americana e foi um dos poucos times que não se reforçou nas últimas semanas quando a janela européia de contratações estava aberta.

Além dos colunistas da furacao.com que já deixaram suas opiniões e das dezenas de leitores que mandaram textos para o Fala Atleticano, vários leitores deixaram registrado seu apoio ou descontentamento com o aumento no plano de sócios, temendo principalmente uma debandada do número de sócios, bem como um novo esfriamento do Caldeirão com a conseqüente baixa na média de público.

Na opinião da colunista Margareth Lemes do site Herdeiros da Baixada , “pessoalmente não acho R$70,00 caro, porém, espero que esse valor não faça debandar alguns dos sócios, pois a torcida do Atlético é conhecidamente de menor poder aquisitivo e isso pode tornar difícil de manter o nível de associações”
Já editorial do ETA foi enfático e criticou a direção: “Deveria ter reajuste? Sim. Porém um preço intermediário seria o mais correto. Para o Clube e para o torcedor. São inúmeras as famílias de atleticanos, onde vários são os sócios..

Para o Diretor Geral da Torcida Ultras, Gabriel Barbosa a majoração poderia sim acontecer, mas não agora com o time necessitando do apoio do torcedor e sim depois de dezembro ao final do campeonato conforme acordado entre direção e segmentos da torcida em reunião realizada no clube há menos de 15 dias atrás. Já a Torcida Os Fanáticos foi procurada e disse que não vai se pronunciar no momento.

O maior temor dos atleticanos que enviam e-mails para o site é sobre a provável queda do público da Baixada e seu possível esfriamento. Para o internauta Carlos “O pior de tudo isso é que após uma debandada de associados (que inevitavelmente vai acontecer), mesmo vindo outra diretoria, não teremos mais uma adesão em massa como tivemos, pois o torcedor estará desconfiado”. Segundo Julio Fortes Eu irei ao Procon. Na verdade, vou tentar convencer meus amigos a irem junto. Este aumento será barrado e seu MM que já está prá lá de queimadão ficará com cara de tacho. Já Olívio Batista disse que nada justifica um aumento tão significativo, enquanto Walter Lamarca Jr teme que as críticas sejam bandeiras da oposição para criticar a atual direção que precisa sim da ajuda dos torcedores e Mauro Jr. pondera que mudanças precisavam ser feitas, que R$ 50 era muito barato mas que a hora escolhida para a mudança é muito inapropriada.

Com mais de 1.600 participações até o início desta tarde, a enquete da página inicial da furacao.com pergunta: Você concorda com o aumento da mensalidade do Sócio Furacão?. Os índices permaneceram próximos aos 58% de rejeição, 35% de aprovação e cerca de 7% ainda sem opinião formada. Participe você também votando .



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…