6 set 2009 - 17h35

Delegado se envolveu em confusão com árbitro assistente

Minutos antes de o árbitro Leandro Vuaden apitar o começo do segundo tempo entre Atlético e Flamengo, neste domingo na Baixada, o técnico Antonio Lopes se envolveu em uma confusão com o assistente Altemir Hausmann.

Segundo o Delegado, o bandeirinha o agrediu fisicamente durante o primeiro tempo. Em poucos segundos, todos os repórteres esportivos que cobriam a partida cercaram o técnico para entender o ocorrido e atrasaram o início da etapa final.

Expulso de campo, Lopes saiu do gramado acompanhado por policiais militares e afirmou que iria prestar queixa contra Hausmann. Enquanto isso, o preparador físico Riva Carli comandou os jogadores atleticanos durante todo o segundo tempo.

BO

Durante a coletiva, Antonio Lopes explicou o ocorrido. “Ele errou numas situações de impedimento, de falta. Eu olhei pra ele, com um olhar recriminando a situação pelo fato de não estar atento. Em determinado momento, ele passou pela área técnica e me deu um cutucão, um chega-pra-lá. Eu falei pra ele que faria um registro de um BO, pelo fato de ele ter me dado um chambão e eu acho que ele então para justificar esse comportamento deve ter pedido ao árbitro para me expulsar. Uma expulsão injusta, sem dúvida nenhuma, foi ele que praticou esse ato. A gente acaba deixando de trabalhar um tempo, prejudicando a equipe por causa de um comportamento totalmente errado. Os árbitros erram e a gente têm de tomar providência. Vou fazer o registro do BO para que ele seja punido não só na esfera criminal, mas na esfera do futebol”.



Últimas Notícias

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…