25 set 2009 - 21h46

Brasão, Tiuí e Everton liberados para jogar

Recém-contratados para a reta final do Campeonato Brasileiro 2009, o zagueiro Everton e os atacantes Brasão e Rodrigo Tiuí estão liberados para atuar pelo Atlético. Os novos reforços do Furacão tiveram seus contratos publicados no BID da CBF na tarde desta sexta-feira, último dia para os clubes da série A se reforçarem. Os três jogadores ficarão no clube até dezembro.

Dos três, o mais famoso é o atacante Rodrigo Tiuí. Ele foi revelado nas categorias de base do Fluminense e surgiu como grande promessa das Laranjeiras. Porém, foi pouco aproveitado e acabou sendo emprestado ao Noroeste, de Bauru. Depois de se destacar no Campeonato Paulista, chamou a atenção de Vanderlei Luxemburgo, que pediu sua contratação para o Santos.

Depois de defender o Peixe e realizar boas atuações, Tiuí acabou sendo negociado em definitivo com o Sporting, de Lisboa, um dos principais clubes de Portugal. O jovem atacante atuou as duas últimas temporadas pelo time lisboeta. Seu maior feito foi marcar os dois gols da final da Supertaça de Portugal contra o Porto. Agora, de volta ao futebol brasileiro, ele espera firmar seu nome com a camisa rubro-negra.

Os outros dois reforços são uma aposta da diretoria atleticana. Ambos já têm alguns anos de experiência, mas nunca defenderam grandes clubes. Tanto Brasão quanto Everton encontram no Atlético a oportunidade de vestir a camisa de um dos maiores clubes do futebol nacional.

Brasão tem 27 anos e mais de dez clubes em seu currículo. Passou por times inexpressivos, como o Águia Negra, do Mato Grosso do Sul, e o Navegantes, de Santa Catarina. Jogou ainda na Índia e na Coréia do Sul. Mais recentemente, foi destaque do Fluminense de Feira e chamou a atenção do Atlético Goianiense.

Já o zagueiro Everton construiu sua carreira no interior de São Paulo, com passagens por Ponte Preta, Paulista de Jundiaí e Botafogo de Ribeirão Preto. Ele tem 26 anos e 1,93 m. “Eu falo bastante em campo. Tenho essa costume. Até porque sempre que eu estou falando acho que desempenho um futebol melhor. E me considero um zagueiro técnico. Nas categorias de base jogava de volante, então isso me ajudou a ter uma boa técnica”, declarou Everton em entrevista ao site oficial.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…