31 out 2009 - 20h24

Cuidado, Atlético!

O sinal de alerta está ligado nos lados da Arena da Baixada. Neste sábado, jogando mais uma vez de forma apática, sem força ofensiva e com erros infantis no sistema defensivo, o Atlético perdeu para o Avaí por 2 a 0 e se complica no Campeonato Brasileiro. Os gols do jogo foram marcados por Rogélio, aos 9 minutos do primeiro tempo, e por William, aos 32 minutos do segundo tempo – este, um golaço, de bicicleta.

Com a derrota, a situação do Furacão no Brasileiro, que parecia estar cômoda, volta a preocupar o torcedor. O time está a três rodadas sem vencer na competição e, dependendo de uma combinação de resultados, pode se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento.

Em campo, um Furacão morno

No primeiro tempo, o jogo começou equilibrado, mas ainda nos primeiros minutos de jogo o Avaí abriu o marcador. O lance do gol foi aos 9 minutos, no cruzamento a meia altura de Marquinhos, o sistema defensivo falhou e, totalmente livre de marcação, Rogélio abriu o marcador para os donos da casa.

Após o gol, o Atlético passou a ter maior iniciativa de jogo, mesmo não tendo grandes chances de perigo contra a meta do goleiro Paes. A melhor oportunidade veio aos 32 minutos, que resultou num erro grosseiro do trio de arbitragem. Na cobrança de falta de Paulo Baier na ponta direita, a bola desviou em Patrick e, no reflexo, o goleiro da equipe catarinense defendeu. Erradamente, o auxiliar marcou o impedimento do atacante do Furacão.

Na etapa final, o panorama do jogo não mudou muito. O Atlético manteve maior posse e controle das jogadas ofensivas, enquanto o Avaí se arriscava mais nas jogadas no contra-ataque. Entretanto, as chances mais claras de gol eram da equipe catarinense.

Aos 32 minutos, o lance do segundo gol do Avaí. No cruzamento pela direita de Luís Ricardo, William na entrada da pequena área marcou um golaço, de bicicleta.

O 2 a 0 no marcador mostrou ao Atlético que o risco da zona de rebaixamento ainda não está totalmente afastado. Para tentar a recuperação no campeonato, o Furacão tem uma semana cheia de trabalho visando o confronto contra o Goiás, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

%ficha=739%



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…

Fala, Atleticano

O pior Atletiba que eu vi

Olha, foi “tenso” assistir o Clássico… Sóbrio , ver o jogo, nem pensar… Jesus, que “Show de Horrores” !!!! Uma equipe, tentando jogar apesar de…