22 dez 2009 - 22h46

Furacão tenta a contratação de Bruno Mineiro

O atacante Bruno Mineiro pode ser o primeiro reforço do Atlético na temporada 2010. O jogador se destacou neste ano na disputa da Série C, quando foi peça fundamental para o América-MG conquistar o título da competição. Depois, foi negociado por empréstimo ao Náutico, marcando oito gols pelo Timbu na reta final do Brasileirão.

De acordo com o site do jornalista Chico Maia, de Minas Gerais, o América-MG está negociando a vinda de Bruno ao Furacão numa negociação em torno de R$ 500 mil. O Atlético não confirma o interesse, mas o empresário do atleta diz que um acerto está bem próximo. “O Atlético quer comprar parte do jogador, quer fazer um contrato longo, de três anos”, revelou em entrevista à jornalista Nadja Mauad o empresário do atleta, Max Vianna.

Segundo o empresário, outros clubes (como Santos, Fluminense e Grêmio) também manifestaram interesse no atleta, mas a estrutura atleticana pode ser um diferencial no fechamento de contrato com o Furacão.

Sonho antigo

O nome de Bruno Mineiro já foi cogitado como reforço do Atlético neste ano. Depois do sucesso do atacante na Série C do Brasileiro, pelo América-MG, o Rubro-Negro tentou um empréstimo, mas não houve acerto salarial.

O jogador, então, assinou com o Náutico, sendo um dos grandes destaques do time pernambucano na reta final da competição. Ele marcou oito gols pelo Timbu na Série A.

No América-MG, Bruno atuou junto com ex-atleticanos, como o goleiro Flávio, o zagueiro Wellignton Paulo, o meia Irenio e o técnico Givanildo de Oliveira.

Atacante de área e com bom jogo aéreo, Bruno Mineiro também tem como tem como característica a boa movimentação. Relembre alguns gols de Bruno Meneiro pelo Náutico:

Clique aqui e confira a entrevista completa de Max Vianna, procurador do atleta, publicada no Blog da jornalista Nadja Mauad.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…