28 dez 2009 - 20h23

Contratação de colombianos mantém tradição no Atlético

Com a contratação do zagueiro Samuel Vanegas e do atacante Jorge Serna, o Atlético mantém uma tradição de contratar jogadores colombianos. Essa tradição iniciou-se em 2005.

Desde 2005, sete jogadores da Colômbia foram contratados pelo Furacão antes de Vanegas e Serna. Para a Libertadores de 2005, o Atlético apresentou o lateral-esquerda Vladimir Marin. Apesar de não ter deixado saudades no Rubro-Negro, Marin foi titular no vice-campeonato da Copa Libertadores. Ele atua hoje pelo Toluca do México. Em 2005, o Furacão foi até Cali trazer o colombiano que mais se destacou com a camisa vermelha e preta: o meia David Ferreira. Com muita velocidade e vontade, Ferreira conquistou a torcida atleticana. Ferreira ainda pertece ao Furacão, mas está emprestado ao FC Dallas, parceiro do Atlético.

No ano seguinte, dois colombianos chegaram ao CT do Caju. Primeiro chegou o atacante Sergio Herrera, com passagens pelas seleções de base da Colômbia e que hoje atua pelo Deportivo Cali. O outro colombiano já era famoso: o goleiro Navarro Montoya. Naturalizado argentino, Montoya foi durante anos titular e ídolo do Boca Juniors, time mais popular da Argentina. Montoya anunciou aposentadoria em julho deste ano.

A última “leva” de colombianos chegou ao Furacão em 2007. Vieram o atacante Dayro Moreno, atualmente no Steua Bucareste, da Romênia, o goleiro Julian Viáfara, atualmente no Vitória, e o único colombiano que ainda resta no elenco do Atlético, o volante Edwin Valencia. Valencia, atualmente, é reverenciado não só pela torcida rubro-negra, mas também pela mídia esportiva brasileira, como um dos melhores volantes que atuam no futebol brasileiro.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…