11 mar 2012 - 20h24

Atlético vence o Rio Branco na Vila Capanema

Depois de perder na estreia da Copa do Brasil, o Atlético voltou a campo neste domingo (11) e venceu o Rio Branco por 3 a 0 na Vila Capanema, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paranaense. Os gols atleticanos foram marcados por Harrison no primeiro tempo, além de Marcinho e Paulo Baier no segundo.

Jogando sem Deivid, que foi poupado, a novidade ficou por conta da primeira partida do meia Zezinho com a camisa atleticana. Além disso, Gustavo ocupou o lugar de Manoel na zaga, já que o defensor passou uma cirurgia que corrigiu uma fratura no nariz na última sexta.

Nem bem o árbitro Rogério Menon da Silva apitou o início da partida, o Atlético colocou a bola nas redes. Aos dois minutos, Héracles lançou da meia esquerda e encontrou Bruno Furlan, que matou no peito, entortou Maceió e rolou para Harrison, livre, chutar para o gol. No lance seguinte, Marcinho cobrou falta para o Furacão e exigiu boa defesa do goleiro que jogou a bola para escanteio.

Aos nove, o autor do primeiro gol na partida foi derrubado na área por Roger. Na cobrança, Bruno Mineiro chutou no meio do gol e desperdiçou a penalidade, já que Felipe fez a defesa. Mesmo com o pênalti perdido, o Atlético continuou dominando a partida e não saiu do campo de ataque. Aos 19, Harrison fez o lançamento da direita e Bruno Mineiro perdeu na cara do gol.

Melhor no jogo, o Atlético chegou novamente com perigo aos 26, quando Zezinho cruzou para Harrison, que cabeceou no canto e exigiu grande defesa de Felipe. A resposta do Rio Branco veio aos 29, com chute de Serginho Catarinense de fora da área. No primeiro arremate na partida, a bola passou rente ao travessão.

Com a vantagem do placar, o Atlético diminuiu o ritmo e errou alguns passes e só chegou novamente com clara chance de gol aos 42 e aos 43 minutos. Primeiro, Bruno Furlan recebeu na área, chutou de primeira e a bola passa perto, à esquerda do gol. Depois, Marcinho recebeu na ponta e rolou para Bruno Mineiro, que lançou Harrison. Ele tocou para Zezinho, que bateu colocado, mas bola foi para fora.

Alterações e gol

Para o segundo tempo, Carrasco promoveu as entradas de Paulo Baier e Guerrón nos lugares de Zezinho e Bruno Mineiro. E a primeira jogada atleticana passou pelos pés do equatoriano, que recebeu de Pablo e deixou Marcinho livre para assinalar o segundo gol na partida, logo no primeiro minuto de jogo.

O Rio Branco tentou responder aos quatro minutos, quando Serginho Catarinense levantou na área, a zaga tirou e a bola sobrou para Peu, que chutou da entrada da área, passando à direita do gol. Com controle total da partida, o Atlético chegou aos 15 minutos, depois que Bruno Furlan pegou a sobra de cabeça, mas mandou por cima. Na sequência, Serginho Catarinense bateu colocado e a bola foi à direita do gol.

A última alteração de Carrasco aconteceu aos 20 minutos, quando tirou Bruno Furlan para a entrada de Edigar Junio. O atacante teve uma chance de ouro para assinalar o terceiro do Furacão, mas desperdiçou, já que se atrapalhou na hora do chute e mandou para fora.

O Rio Branco assustou aos 26 minutos com Renan, que tinha acabado de entrar na partida. Ele chutou de longe e exigiu grande defesa de Rodolfo. Em seguida, Paulo Baier driblou o goleiro e, mesmo sem ângulo conseguiu a finalização e a bola tocou na trave. Jogando na pressão, o Atlético chegou ao terceiro gol aos 32 minutos, depois que Paulo Baier cobrou falta com perfeição, direto no canto do goleiro Felipe.

O Furacão ainda teve outra ótima chance aos 35 minutos, quando Héracles dominou a bola, avançou na área, driblou a marcação e chutou, mas Felipe acabou cortando.

Com a vitória, agora o Atlético volta as suas atenções para a Copa do Brasil, onde enfrenta o Sampaio Corrêa na quinta-feira, às 19h30 na Vila Capanema, pelo jogo de volta.

%ficha=892%



Últimas Notícias