O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
21 abr 2012 - 17h32

O Atletiba da redenção, ou quase isso…

Os números não mentem. Nos últimos anos, temos sido fregueses dos verdes. Nem mesmo a vitória sobre eles na última rodada do Brasileirão pode ser comemorada, pois não nos salvou do rebaixamento para a Série B. Desde 2008 temos decidido com eles o título paranaense e só ganhamos uma vez, em 2009. Nesse período, sofremos derrotas vexatórias e os vimos comemorar títulos dentro da nossa casa.

E o ano de 2012 começou da pior forma possível para o Furacão. Rebaixado no Campeonato Brasileiro, envolto em brigas políticas (internas e externas), elenco e torcida desmotivados e sem estádio para jogar. Já o rival iniciou a temporada em lua de mel com a torcida, por ter feito uma ótima temporada no ano em que retornou para a Série A: campeão paranaense, vice-campeão da Copa do Brasil e quase classificado para a Libertadores no Brasileirão.

Nesse contexto, quem seria louco de apostar no Atlético para a conquista do Paranaense 2012?

Pois o que parecia improvável, até impossível, aconteceu. A nova Diretoria do Rubro-Negro não fez contratações bombásticas. Ao contrário, preferiu reorganizar o departamento de futebol e contratar uma comissão técnica desconhecida, mas trabalhadora. Apostou em jogadores da base e a decisão se mostrou acertada. Hoje temos um grupo que, se não é brilhante, mostra vontade, disciplina e muita união – o que faltou ao grupo do ano passado.

E assim, o contexto mudou. O Rubro-Negro venceu o primeiro turno, garantindo-se na final e tem, agora, a possibilidade real de vencer também o returno para colocar as mãos na taça.

Se por um lado o Coritiba tem a vantagem de jogar em casa, sem a presença da torcida atleticana e com a chance de conquistar o returno, por outro o Atlético joga sem o peso da responsabilidade de vencer a qualquer custo. É deles, os verdes, a obrigação de ganhar o jogo. A pressão recai sobre eles e o Furacão pode tirar proveito disso, jogando com a tranquilidade de já estar garantido na final, mas sem esquecer o valor de uma vitória.

Vencer o clássico deste domingo (22), portanto, é de fundamental importância. Mais do que encaminhar a conquista do Campeonato Paranaense, ganhar do Coritiba, no Couto Pereira, pode devolver a confiança para o time e para a maior torcida do Estado, animando a nação rubro-negra nessa dura caminhada rumo à Série A 2013.



Últimas Notícias