17 jul 2012 - 23h44

Em noite de Marcelo, Atlético vence na Ressacada

Com apenas uma mudança em relação ao time que venceu o ABC, no último sábado, o Atlético foi até Florianópolis na noite desta quinta-feira (17) e venceu o Avaí por 2 a 1. Os gols atleticanos foram marcados por Marcelo, enquanto Nunes balançou a rede a favor dos catarinenses.

Jogando com Ricardinho no ataque no lugar de Bruno Furlan, o Atlético começou bem a partida, explorando as jogadas pelas laterais. Logo aos quatro minutos, Maranhão fez bom cruzamento da direita, mas Patric jogou a bola para escanteio. Na cobrança, Baier bateu fechado e Diego tirou de soco. O Avaí respondeu aos nove, quando Leandro Silva cobrou falta e a bola raspou o travessão.

O Rubro-Negro voltou a chegar com perigo pelos pés de João Paulo, que aos 11 minutos arriscou de longe, de perna esquerda, e chutou a bola por cima do gol. Dois minutos depois, Tiago Adan aproveitou a falha de Leandro Silva e tocou na ponta direita para Marcelo, que chutou na saída de Diego, abrindo o placar na Ressacada.

Marcando a saída de bola da equipe catarinense, o Atlético voltou a assustar aos 23, depois que Paulo Baier chutou forte, a bola desviou na zaga e sobrou para Ricardinho que, livre, perdeu boa oportunidade. Aos 30, Maranhão tocou para Tiago Adan, que se livrou de dois marcadores e chutou raspando a trave esquerda do Avaí.

Mesmo melhor em campo, o Atlético foi surpreendido aos 32 minutos, quando Manoel se atrapalhou na defesa, furou e permitiu que Nunes batesse cruzado, igualando o placar em Santa Catarina. O mesmo Manoel desperdiçou o rebote do goleiro Diego, após cobrança de falta de Paulo Baier, pela esquerda, aos 37.

Queda de ritmo, mas Furacão volta a ficar na frente

Voltando com a mesma formação, o Atlético começou a segunda etapa com as mesmas dificuldades de criação no meio-campo. Aos nove, o Avaí saiu no contra-ataque e Cleber Santana ficou cara a cara com Weverton, que saiu bem do gol, conseguindo bloquear a jogada. Dois minutos depois, Nunes, autor do gol de empate, se jogou na área pedindo pênalti e foi advertido com cartão amarelo.

A primeira mudança do técnico Jorginho aconteceu aos 14 minutos, quando Ricardinho deu lugar a Bruno Furlan. Em sua primeira movimentação em campo, o jovem atacante chutou de longe e obrigou o goleiro Diego a fazer boa defesa.

Sem ações efetivas na meia cancha, Jorginho fez outra alteração, desta vez, aos 26 minutos, trocando Paulo Baier por Martín Ligüera. Em seguida, o Avaí chegou com perigo, quando Diogo Acosta aproveitou escanteio da direita e, livre, tentou de voleio.

A partida caiu de ritmo e, mesmo com as substituições, o Atlético só voltou a assustar aos 32 minutos, quando voltou a ficar à frente do placar. Bruno Furlan arrancou pela esquerda e fez ótimo cruzamento para Marcelo, que deixou três jogadores para trás e, na segunda trave, assinalou mais um gol na partida.

Antes do apito final, Jorginho colocou Luiz Alberto no lugar de Marcelo e fechou a defesa atleticana. Aos gritos de “O Furacão voltou” na arquibancada, o Atlético conquistou a segunda vitória fora de casa e agora se prepara para encarar o Vitória, sabado, em Paranaguá.

%ficha=920%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…