4 out 2012 - 13h21

Corrente pra frente!

Torcedor atleticano, está chegando a hora de mais uma decisão! Hora de passar uma borracha no final de semana que passou e ter os olhos voltados ao próximo sábado, compromisso de extrema importância contra o América-MG.

Nesta reta final de Campeonato Brasileiro talvez também seja o momento de esquecer a calculadora, esquecer as estatísticas e formar uma enorme corrente de energia positiva com apenas um propósito: vencer! Jogo a jogo, vencer! Não há mais tempo para remoer os problemas do passado, os erros e planos, os tropeços e os pontos perdidos. É preciso olhar para o futuro e fazer de cada partida, uma verdadeira final de campeonato. É preciso concentração total e, acima de tudo, é hora de união.

Se o momento não é dos melhores, se o desafio é grande e se as dificuldades existem, significa que chegou o momento de cada atleticano respirar fundo e buscar em sua essência, toda a energia, fé, esperança e vontade de ajudar o Furacão. Significa que a nossa paixão, definitivamente, precisa estar acima de tudo. Significa que nosso coração, minuto a minuto, vai pulsar mais forte e vai contagiar milhares de outros corações rubro-negros em busca da vitória.

O Atlético precisa de todos nós!

A partir de agora, todos estão convocados a invadir o Ecoestádio, distribuir pela cidade o vermelho e o preto do nosso clube, vestir aquela camisa da sorte, empunhar a nossa bandeira e acreditar que nada é impossível quando unimos nossas mãos, nossas forças e a nossa fé.

Vamos sacudir o Janguitão!

Vamos embalar o nosso Furacão, cantar, gritar, pular e levar o Atlético, passo a passo, ao seu lugar de direito.

Jogadores rubro-negros, saibam que existe uma multidão de apaixonados que não desiste nunca. Pensem nisso quando pisarem o gramado no sábado, lutem em cada espaço de campo, honrem o manto atleticano e venham, ao final do jogo, comemorar com a gente, ali, ao lado da arquibancada, a alegria de mais uma conquista.

Vamos, Furacão… Vamos pra vencer!



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…