30 out 2012 - 17h26

Gustavo: "São Caetano vai ficar vermelho e preto de novo"

"Anacleto Campanella é um nome que nunca mais nenhum atleticano esquecerá". Essas foram as primeiras palavras do ex-zagueiro Gustavo Caiche, campeão brasileiro pelo Atlético em 2001, sobre o importante compromisso do Furacão no sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

Onze anos depois da maior conquista dos atleticanos, Gustavo, que hoje se dedica a um projeto social no Guarujá, aposta na força da torcida rubro-negra, que promete lotar seu espaço no Anacleto Campanella. "Tenho certeza absoluta que São Caetano mais uma vez ficará vermelho e preto. A nação rubro negra vai invadir", disse, em entrevista exclusiva à Furacao.com.

Protagonista de uma das imagens mais marcantes do título, ao escalar o alambrado do estádio paulista, Gustavo também relembrou com carinho o dia em que Atlético e São Caetano duelaram pelo título em 2001. "É o sentimento da emoção e sensação de dever cumprido, que carrego comigo até hoje. Minha primeira reação foi subir no alambrado e comemorar com a galera", conta.

O ex-zagueiro também opinou sobre como deve ser a postura em campo do time comandado pelo técnico Ricardo Drubscky. "O fator mais importante dentro de campo é o foco e concentração, pois se ganharmos dificilmente a vaga para a Série A escapa. Acho que o time está jogando bem e tendo sorte. Tenho fé e confiança de que dará tudo certo. Estarei lá", promete o campeão.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…