13 dez 2012 - 9h48

Atlético deve contratar um diretor de futebol

O Atlético está estudando a contratação de um profissional para comandar o departamento de futebol do clube. A profissionalização do setor foi uma das bandeiras da chapa CAPGIGANTE, que elegeu Mario Celso Petraglia para um mandato de três anos.

"O futebol será muito bem tratado. Nós teremos um vice-presidente, um diretor, um gerente e um grande técnico de futebol", afirmou Petraglia durante a campanha, em dezembro de 2011.

Logo que assumiu o clube, o presidente anunciou a contratação de Sandro Orlandelli para gerir o departamento de futebol. Ele permaneceu no cargo por seis meses. Depois de sua saída, suas funções foram assumidas pelo diretor superintendente Dagoberto Santos e pelo conselheiro João Alfredo Costa Filho, vice-presidente de futebol.

Agora, com o início de uma nova temporada, o clube pretende contratar um diretor remunerado para preencher o cargo, cujas atribuições incluem a contratação de jogadores e o relacionamento com as comissões técnicas de todas as categorias.

Essa intenção já havia sido revelada por Petraglia desde o seu primeiro discurso como presidente, há um ano: "Vamos profissionalizar o clube em todos os sentidos, desde o presidente ao mais humilde colaborador. E essa diretoria executiva será a responsável pelo tratamento com todo o universo do clube, interno e externo".

De acordo com a jornalista Nadja Mauad, Petraglia já conversou com Anderson Barros, ex-gerente de futebol do Botafogo.

Barros trabalhou por quatro anos no clube carioca e se desligou na semana passada. Sua passagem foi tão marcante que a saída gerou protestos até de ex-jogadores do clube, como o lateral Alessandro, campeão brasileiro pelo Atlético em 2001 e atualmente no Náutico: "Faltou reconhecimento ao trabalho do Anderson, o que fizeram foi uma injustiça. Posso dizer que muitos dos jogadores estão sentindo isso. Tenho amigos lá dentro que me disseram que, quando Anderson saiu, o chão deles sumiu. Infelizmente, ele não vai ficar no Botafogo, e o clube vai sentir bastante. Você pode até me cobrar no futuro, mas o Botafogo não vai achar um profissional como ele".

De acordo com notícias veiculadas pela imprensa, Barros também teria sido sondado por Internacional e Palmeiras.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…