2 fev 2013 - 18h23

Furacão vence a primeira no estadual

O Furacão recebeu a equipe do Cianorte na tarde deste sábado, no Ecoestádio Janguito Malucelli, tentando a primeira vitória no Campeonato Paranaense. E, enfim, ela veio nesta quinta rodada do certame estadual.

Primeiro tempo: vantagem no placar

A partida marcou as estreias do volante David Henrique (Manteiga), recém contratado, e do atacante Tiago Adan na temporada 2013.

Apesar do forte calor, a partida começou acelerada. Aos dois minutos Zezinho chutou por cima do gol. Dois minutos depois foi a vez do Cianorte chegar com perigo em uma chute que saiu pela linha de fundo e, aos nove, o meia Douglas Coutinho chutou no canto e obrigou o goleiro Paes a realizar grande defesa.

A partir dos 10 minutos, o Cianorte tomou as rédeas da partida e o Atlético demonstrou as mesmas dificuldades técnicas das partidas anteriores. A melhor jogada do Leão do Vale do Ivaí era pelas laterais, principalmente nas costas de Héracles. E foi pelas laterais que o Cianorte assustou aos 15 e aos 19 minutos.

Sem conseguir conectar o ataque com qualidade, o Atlético continuava a ver o Cianorte criar as melhores chances. Aos 24 minutos, Paulinho recebeu dentro da pequena área e perdeu grande chance para os visitantes.

Na bola parada, o Rubro-Negro voltou a assustar apenas aos 29 minutos. Zezinho cobrou escanteio e Bruno Costa cabeceou a bola rente à trave. Onze minutos depois, o Furacão chegou ao gol. Hernani deu uma meia-lua no marcador e cruzou rasteiro. Tiago Adan só teve o trabalhar de empurrar para dentro do gol para abrir o placar em favor do Atlético.

Antes do intervalo, o Furacão ainda ampliou o placar. Em outra boa jogada pela direita, Hernani cruzou para Zezinho. O meia cabeceou no travessão e a bola quicou dentro do gol. Furacão bonito na frente: 2 a 0.

Segundo tempo: jogo morno e sufoco no final

As equipes voltaram do intervalo sem alterações e, logo aos dois minutos, Hernani barbarizou na direita, deu caneta no zagueiro e tocou para Douglas Coutinho que, por sua vez, encontrou Zezinho livre, mas o camisa dez chutou para fora.

O Cianorte mudou de lado mas não de jogada. O Leão veio para o segundo tempo tentando chegar ao gol de Santos sempre pelas laterais, porém para a sorte do Furacão as tentativas continuavam não tendo maiores consequências.

Aos 18 minutos o técnico Arthur Bernares foi obrigado a mexer no time devido a lesão de Tiago Adan. Em seu lugar entrou Junior Barros, que vinha sendo titular até então. E, logo em sua primeira jogada, Barros sofreu falta perigosa, a um passo da risca da grande área. A cobrança, porém, não levou perigo ao Cianorte.

Com o controle da partida, o Rubro-Negro quase chegou ao terceiro gol aos 28 e 31 minutos da etapa complementar. Primeiro, Douglas Coutinho soltou uma pancada e a bola acertou a trave do goleiro Paes. Depois, foi a vez de Junior Barros chutar com força, mas a bola foi para fora.

Quando a partida caminhava para o final sem maiores emoções, o árbitro Adriano Milczvski tratou de movimentar o jogo novamente ao marcar pênalti para o Cianorte, aos 40 minutos. Thiago Ferreira foi para a cobrança e mexeu no placar: 2 a 1.

Para sorte do Furacão, o Cianorte não conseguiu reunir forças suficientes para empatar. Primeira vitória rubro-negra em cinco partidas no Campeonato Paranaense.

Agora o Furacão encara o Paranavaí, também no Janguito Malucelli, na próxima quarta-feira, às 16h30.

%ficha=952%



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…