7 fev 2013 - 17h38

Atlético vence e está na final da Marbella Cup

Passada a euforia de começar a Marbella Cup com uma goleada de 6 a 2 em cima do Ludogorets da Bulgária, o Furacão voltou a campo nesta quinta-feira (07) para disputar uma vaga na final do torneio Marbella Cup. O Rubro-Negro venceu pelo placar de 1 a 0, depois que Felipe converteu uma penalidade a favor do Furacão no segundo tempo.

O Dínamo de Kiev veio com um time misto e o Rubro-Negro com apenas uma alteração em relação ao time que iniciou a partida na segunda-feira: Everton no lugar de Felipe.

Chances desperdiçadas

O jogo começou movimentado, mas com o Dínamo levando vantagem. Após uma cobrança de escanteio, os ucranianos conseguiram finalizar no gol, mas o juiz havia marcado uma falta no goleiro Weverton.

O Atlético demorou alguns minutos para se encontrar na partida e só aos 10 minutos teve sua primeira chance. Marcelo cruzou na direção do gol, mas Marcão não chegou a tempo de empurrar a bola pra dentro.

Com 23 minutos de jogo, Marcão tocou para Elias ficar frente a frente com o goleiro. Ele finaliza, mas Koval fez a defesa. Em seguida, Elias teve mais uma chance que obrigou o goleiro a rebater a bola. Na sobra, Everton finalizou mais uma vez obrigando Koval a fazer mais uma bela defesa.

Aos 33, em uma falha da zaga atleticana, o Dínamo balançou a rede novamente, mas o juiz marcou o impedimento. Três minutos depois, o juiz marcou falta para o Furacão, pertinho da meia-lua, mas Elias chutou na barreira.

Quase no fim, aos 49, os ucranianos chegaram perto de abrir o placar mais uma vez, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Faltas, cartões e pênalti

Na segunda etapa, ainda com o placar fechado, as duas equipes voltaram a campo sem alterações. Praticamente no mesmo ritmo de jogo do primeiro tempo, os times apertaram um pouco a marcação. O jogo ficou mais travado e o resultado foram algumas faltas mais duras, cartões amarelos e até um desentendimento entre os jogadores aos 56 minutos.

Aos 58, Elias saiu para a entrada de Felipe. Somente aos 59 minutos o Atlético teve uma chance de abrir o placar, mas Marcão chutou para fora. Por outro lado, o Dínamo finalizou com perigo aos 62, com boa defesa de Weverton. No retorno dessa mesma jogada, Tsurikov fez falta feia em Marcelo e levou o vermelho direto.

Aos 66, Marcão teve outra grande chance de abrir o placar. O atacante chutou forte da entrada da área e a bola passou rente a trave de Koval. Com um jogador a mais em campo, o Atlético passou a ter maior posse de bola, mas ainda não conseguia criar boas chances de gol.

Aos 74, Manoel faz a falta e leva amarelo. A cobrança do Dínamo fica na barreira. Em seguida, entrou Maranhão para a saída de Everton.

Aos 80 minutos de partida, o Dínamo chegou com perigo, mas a bola passou do lado direito da trave de Weverton. Na sequência, Daniel tentou passar entre dois jogadores do Dínamo dentro da área, caiu e o juiz marca o pênalti. Felipe cobrou bem, na saída do goleiro e abriu o placar. Atlético 1 a 0.

A partir daí, o Furacão passou a valorizar a posse de bola e voltar para o seu campo de defesa.
Mesmo com o pênalti e os cartões distribuídos, o juiz não deu acréscimos e encerrou a partida aos 90’, definindo o Atlético como o primeiro finalista da Marbella Cup.

O Furacão encara o Dínamo Bucareste, da Romênia, que venceu o Torpedo Kutaisi por 2 a 1. A partida acontece no domingo, às 13h.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…