14 mar 2013 - 17h22

Furacão vence a terceira seguida

Em busca da vitória para se manter entre os líderes do returno do Campeonato Paranaense, o Atlético recebeu o Nacional na tarde desta quinta-feira (14), sob garoa e diante de um público reduzido no Ecoestádio Janguito Malucelli.

O Furacão entrou em campo com a camisa comemorativa do centenário do Internacional. E, mesmo demorando para se encontrar em campo, os comandados de Arthur Bernardes não decepcionaram e confirmaram o bom momento, derrotando o Nacional por 2 a 0 e conquistando a terceira vitória consecutiva.

Os gols foram marcados por Douglas Coutinho, aos 24 minutos do primeiro tempo e Marcos Guilherme, aos 31 do segundo. Com o resultado, o Atlético divide a liderança do returno com J. Malucelli e Londrina, mas leva vantagem nos critérios de desempate. Confira como foi a partida:

Primeiro tempo para o gasto

Com várias mudanças no time titular com relação ao que disputou as últimas partidas, o Furacão demorou um pouco para se acertar em campo. A primeira chance no ataque foi criada pelo Nacional, em cobrança de falta pela direita logo aos quatro minutos de jogo. Doriva bateu forte, mas Santos fez a defesa.

O Rubro-Negro conseguiu se organizar e passou a ganhar a meia cancha, chegando de maneira mais efetiva ao ataque. Aos 17, Hernani chutou rasteiro no canto do goleiro Vinícius, que espalmou a bola para a linha de fundo. Em seguida, o Nacional respondeu com Bruno Flores, que arriscou de fora da área para defesa tranquila de Santos.

Três minutos depois, nova chance do Atlético. Em cobrança de falta, Bruno Pelissari cruzou para Bruno Costa e o zagueiro cabeceou em direção ao gol, exigindo grande defesa do arqueiro adversário. Aos 24, enfim, o gol rubro-negro. Douglas Coutinho recebeu lançamento após bobeada do Nacional na saída de bola e tocou rasteiro na saída de Vinícius, abrindo o marcador no Ecoestádio. Foi o 4º gol de Coutinho, artilheiro isolado do Furacão no certame estadual.

Logo depois do gol, Léo fez boa jogada pela direita e chutou forte, com a bola saindo pela linha de fundo. Mas o ímpeto ofensivo do Furacão logo diminuiu e o jogo voltou a ficar morno, com ambas as equipes errando muitos passes.

Aos 31 minutos, depois de ter se machucado em trombada com Fernandinho, Léo Pereira saiu para a entrada de Erwin. Já nos minutos finais, foi a equipe do norte do Estado quem partiu para cima em busca do empate. Aos 36, em bate-rebate dentro da área atleticana, Santos chutou a bola para longe para evitar o gol alviceleste. No lance seguinte, Tiago Henrique recebeu em boas condições e chutou para o gol, mas Santos conseguiu salvar.

Mudança na camisa, mas não no futebol

Para o segundo tempo, o Atlético voltou do vestiário com o tradicional manto rubro-negro. Mas apesar da mudança no uniforme, o futebol continuou o mesmo. No primeiro minuto, a zaga atleticana errou na tentativa de fazer uma linha de impedimento e a bola sobrou para Tiago Henrique que, livre, matou no peito e isolou, perdendo uma grande chance de empatar para o Nacional.

A exemplo do primeiro tempo, foi somente após os 10 minutos que o Furacão se encontrou na segunda etapa. Aos 13, Hernani deixou Junior Barros na cara do gol, mas o atacante chutou pra fora. Cinco minutos depois, Junior Barros chegou pela direita e chutou para o gol. Vinícius espalmou e a bola sobrou para Manteiga, que desperdiçou grande oportunidade de ampliar a vantagem rubro-negra.

Em ritmo desacelerado, a partida seguiu sem grandes emoções até que, aos 31 minutos, Rafael Zuchi chegou pela direita e fez cruzamento perfeito, na cabeça de Marcos Guilherme, que mandou para o fundo das redes. Foi o primeiro gol como profissional do atleta que, emocionado, chegou a chorar na comemoração.

Empolgado com o gol, Marcos Guilherme fez boa jogada aos 35 minutos e passou para Douglas Coutinho na entrada da área. Na finalização, a bola desviou na zaga e perdeu a direção. Depois disso, o Atlético passou a administrar o resultado e o Nacional, apesar de tentar reagir, não conseguiu levar perigo à meta atleticana.

No final, com os 2 a 0 o Atlético confirmou o bom momento ao conquistar sua terceira vitória consecutiva e se manteve na liderança do returno do Campeonato Paranaense, ao lado de J. Malucelli e Londrina, com seis pontos.

%ficha=960%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Próximo treinador

Apenas para manifestar minha preocupação com relação à notícia publicada no decorrer da semana dando conta de possível interesse do Athletico na contratação de Roger…