24 mar 2013 - 19h02

Jogadores analisam vitória em Cianorte

O Furacão foi até o interior do estado enfrentar a equipe do Cianorte, neste domingo, e venceu os donos da casa pelo placar de 2 a 1. Após sair perdendo no primeiro tempo, o Atlético reuniu forças suficientes para virar a partida na segunda etapa e seguir na briga pela liderança do returno do Campeonato Paranaense.

Após a partida, os jogadores destacaram a dificuldade da partida em entrevista à Rádio CAP. O meia Harrison, que levou o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Paranavaí, falou sobre a superação da equipe e sua suspensão: "foi um jogo brigado, muito disputado e conseguimos a vitória no final com muita vontade. Vamos descansar agora e focar no Paranavaí. Vou cumprir a suspensão automática, mas estou na torcida e no apoio aos meus companheiros", comentou.

O volante Renatinho, que vem atuando improvisado na lateral-direita, foi outro que falou sobre a dificuldade da partida: "vencemos na força de vontade e dedicação de todos jogadores. Fizemos o gol no fim e conseguimos segurar o placar. O nosso condicionamento físico está em ordem e agora temos que descansar para pensar no próximo jogo".

Já Hernani e Erwin destacaram o bom desempenho do time, especialmente no segundo tempo. "Mostramos um bom desempenho no segundo tempo. Foi sofrido, mas conseguimos a vitória, que será muito importante em nossa trajetória em busca do título do segundo turno e do Campeonato Paranaense", disse Hernani. “Sabíamos das dificuldades que encontraríamos. No segundo tempo voltamos com a postura diferente, fizemos os gols e saímos com a vitória. Queremos ser campeões. Tivemos a postura que temos que ter sempre, com atitude e personalidade. O Atlético Paranaense é o time grande e precisa sempre se impor dentro de campo. Vamos conversar para não cometermos erros. Precisamos entrar atentos para vencer. Esses três pontos serão essenciais para continuarmos na briga pelo título”, comentou o jovem zagueiro.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…