6 abr 2013 - 20h45

Bernardes admite erros, mas ressalta o conjunto

Depois da importante vitória sobre o Arapongas, por 2 a 1, o técnico Arthur Bernardes falou à Rádio CAP e destacou os principais aspectos da partida.

Sobre a alteração do esquema de jogo para o 4-3-3, o treinador reconheceu que a equipe não assimilou a proposta, principalmente na primeira etapa. "A equipe está pecando muito, o primeiro tempo foi muito instável e o sistema tático não foi assimilado adequadamente (…) O sistema tático hoje, no primeiro tempo, foi confuso. No intervalo corrigimos e deu uma melhorada", disse.

Bernardes também reclamou de alguns erros individuais, como o de Jean Felipe, que logo depois de entrar em campo cometeu o pênalti que originou o gol adversário e foi advertido com cartão amarelo. No entanto, ressaltou a coletividade como fator elementar de sua equipe. "O principal do nosso grupo é a força do conjunto. Isso para mim é a essência do negócio: o coletivo", afirmou.

Ainda, o técnico rubro-negro fez questão de ressaltar a atuação de Edigar Junio, que teve participação nos dois gols marcados pelo Furacão. "Temos o Coutinho em um momento espetacular. Mas hoje não tem, a presença do Edigar Junio foi fundamental e sem ele, não faríamos os gols", destacou.

Por fim, questionado sobre a ausência de Macos Guilherme no time titular, Bernardes salientou se tratar de um atleta de apenas 17 anos, que requer cuidados para não ser "queimado", dando a entender que a revelação rubro-negra deve continuar no banco de reservas. "Quando ele entra com o adversário cansado, faz uma correria. É uma arma do nosso time que hoje tem de ser colocado no momento certo", finalizou.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…