5 maio 2013 - 17h32

Tudo igual na primeira partida da final

Atlético e Coritiba começaram a decidir o Campeonato Paranaense de 2013 na tarde deste domingo (05) na Vila Olímpica, no Boqueirão. A partida acabou empatada por 2 a 2 e os gols do Atlético foram marcados por Patric (contra) e Hernani.

O primeiro grande momento da decisão aconteceu aos três minutos pelos pés de Edigar Junio e parou nas mãos do goleiro Vanderlei. Em bola roubada na intermediária, Douglas Coutinho tocou e Edigar Junior chutou forte no canto direito do gol.

O troco do Coritiba foi logo em seguida. Aos quatro minutos saiu o primeiro gol do clássico. Deivid abriu o placar ao cabecear a bola para o gol em cruzamento feito por Robinho. Porém, o gol de empate do Furacão não demorou para sair. Aos 12, Crislan cruzou da esquerda e Patric colocou contra seu próprio patrimônio, igualando a decisão.

O jogo continuou aberto e as duas equipes tiveram chances de ampliar. Aos 23, Alex entrou livre na cara do goleiro Santos, que se atirou aos pés do meia do Coritiba e ficou com a bola.

O primeiro tempo teve apenas um minuto de acréscimo e o jogo continuou bastante movimentado até o seu final, mas sem nenhuma grande chance de alteração no placar.

Virada e gol de empate em uma bobeira

O Atlético voltou para o segundo tempo com apenas uma alteração, com a entrada do volante Elivélton no lugar do lateral Renatinho.

Aos seis minutos, Douglas Coutinho bateu forte de fora da área, Vanderlei espalmou a bola e, no rebote, Patric pôs a bola para escanteio.

O Coritiba tinha escanteio para cobrar aos 14 minutos, mas Escudero, que tinha acabado de entrar no lugar de Patric, se enroscou com Crislan na entrada da área e o atacante rubro-negro ficou caído. Porém, o árbitro mandou cobrar o escanteio e, na sequência, a bola foi tirada da área atleticana.

O segundo tempo estava menos movimentado até aos 34 minutos, quando Zezinho cobrou escanteio, Hernani subiu de cabeça para o fundo das redes, virando o placar. Logo após a virada, o técnico Arthur Bernardes tirou o atacante Crislan e colocou o zagueiro Erwin, mas a alteração teve pouco efeito. A torcida atleticana ainda comemorava o gol de Hernani quando Geraldo aproveitou a bobeira da defesa atleticana e, aos 40 minutos, empatou o jogo novamente.

Agora Arthur Bernardes terá a semana toda para trabalhar e preparar a equipe para a partida decisiva que acontecerá no próximo domingo (12), no estádio Couto Pereira.

%ficha=972%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…