6 jul 2013 - 20h29

Atlético empata com o Grêmio na Vila

Depois de quase um mês, a bola voltou a rolar neste sábado (6) para o Campeonato Brasileiro. Depois da paralisação para a Copa das Confederações, o Atlético recebeu o Grêmio, na Vila Capanema, buscando reagir na competição.

Com muitos desfalques, Ricardo Drubscky precisou fazer várias mudanças na equipe titular. Bruno Silva fez sua estreia com a camisa atleticana, enquanto Zezinho voltou a ser titular após 10 meses.

Esta também foi a primeira partida em que o banco de reservas pôde contar com mais de 7 jogadores – o treinador atleticano levou oito reservas.

Mas o bom gramado da Vila Capanema não proporcionou um bom espetáculo aos mais de oito mil torcedores presentes no estádio. Num jogo truncado, Atlético e Grêmio empataram por 1 a 1, com gols de Pedro Botelho e Barcos.

Veja como foi a partida:

Jogo truncado e sem gols na primeira etapa

Os primeiros 45 minutos da partida foram marcados por muitos erros de passe e poucas oportunidades de gol. Ambas as equipes focaram sua marcação na faixa central do campo, abrindo espaços pelas laterais. O Atlético apostou nas jogadas entre a dupla Everton e Pedro Botelho para chegar na área adversária.

Com a necessidade da vitória, o Atlético iniciou a partida buscando o ataque. Logo aos três minutos, Éderson rolou para Zezinho que, da entrada da área, chutou forte para boa defesa de Dida.

Em seguida, o Grêmio tentou responder. Aos quatro, Weverton interceptou lançamento feito para Vargas e, aos seis, Barcos recebeu livre dentro da área, mas em posição irregular. Aos oito, mais uma tentativa de lançamento para o atacante argentino do tricolor gaúcho, mas o goleiro atleticano novamente se antecipou.

Mas, passados os minutos iniciais, o jogo começou a ficar truncado. Sem que nenhuma das equipes conseguisse produzir boas jogadas, a partida ficou sonolenta. Nem mesmo as bobeadas de ambas as defesas foram capazes de levantar as torcidas, pois não foram aproveitadas.

Aos 20 minutos, Pedro Botelho recebeu de Everton e emendou de primeira, mas mandou para na rede, pelo lado de fora. Dois minutos mais tarde, a resposta do Grêmio com Barcos, que cabeceou rente à trave de Weverton.

A melhor chance do jogo saiu aos 29 minutos, com Éderson. O atacante recebeu na entrada da área, dominou e disparou em direação ao gol, mas Dida fez belíssima defesa e impediu a abertura do placar. Aos 35, o Grêmio balançou as redes com Zé Roberto, que recebeu de Barcos mas em condição de impedimento.

Sem outros lances de perigo, aos 44 o lateral gremista Moisés recebeu cartão amarelo, depois de cometer falta dura em Everton. E aos 46 o árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio apitou para o final de um primeiro tempo muito ruim.

Atlético marca, mas com falha defensiva permite o empate

Na segunda etapa, o Furacão voltou mais aceso em busca do gol. Nos 15 minutos iniciais, o Rubro-Negro partiu para o ataque e pressionou o Grêmio, mas não conseguiu levar perigo à meta de Dida.

Percebendo a dificuldade do time de chegar ao gol adversário, Drubscky resolveu mexer na equipe e, aos 16, atendendo aos pedidos da torcida, sacou Zezinho para promover a entrada de Paulo Baier.

O tricolor gaúcho pouco produzia, mas aos 20 minutos deu um susto na torcida atleticana: após cobrança de escanteio, Biteco cabeceou e a bola explodiu no travessão de Weverton. O bom momento animou o Grêmio, que voltou a criar boa chance aos 22, quando Biteco cruzo upara Barcos, que não conseguiu dominar.

Aos 25, o troco do Atlético. Pedro Botelho cruzou para Éderson, que cabeceou no alto, mas errou o alvo. A bola saiu por sobre a meta de Dida, rente à trave. Dois minutos depois, nova investida do Furacão, quando Léo cruzou da esquerda e a bola passou por toda a área do Grêmio, mas ninguém chegou para concluir. Em seguida, Felipe arriscou de longe, mas sem direção.

E a pressão atleticana finalmente resultou em gol aos 33 da segunda etapa. Everton fez bela jogada dentro da área, entortou o zagueiro gremista e tocou para Pedro Botelho, que dominou a pelota e chutou para o gol, vencendo Dida e marcando um bonito gol para abrir o placar na Vila Capanema.

Com o placar adverso, o técnico Renato Gaúcho resolveu mexer no Grêmio, tirando Biteco e Vargas para as entradas de Max Rodrigues e Kleber. E aos 38, Barcos aproveitou falha da zaga rubro-negra para empatar a partida.

Depois de empatar o jogo, o Grêmio passou a segurar o resultado, enquanto o Atlético pressionava em busca do gol da vitória. Mas, sem objetividade, os comandados de Drubscky amargaram o empate e seguem em posição incômoda na tabela.

%ficha=980%



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…