6 ago 2013 - 0h08

Rápida reação

Torcedor atleticano, o que você estava fazendo há duas semanas? Provavelmente, em meio à rotina do dia a dia, havia muitos cálculos e projeções quanto à situação do Atlético no Campeonato Brasileiro. Não por menos, afinal naquela época passadas oito rodadas da competição, o clube amargava a temida zona de rebaixamento, não vencia em casa e padecia na vice-lanterna.

Em duas semanas, a situação mudou completamente. Tudo graças à mudança no desempenho do time, que engrenou uma sequência de três vitórias consecutivas e saltou, como um meteoro, da 18ª para a 8ª colocação. A situação, até certo ponto inusitada, impressiona mesmo quem está no comando do time. “É muito bom viver numa fase dessas, há oito dias estávamos na zona de rebaixamento e hoje estamos em sétimo no campeonato”, disse o técnico Vagner Mancini, que dá a fórmula para a equipe continuar na caminhada ascendente na competição: “A entrega no ataque e na marcação, isso é o que a equipe precisa”.

O meia Zezinho chegou a comentar um pacto feito entre os jogadores para tirar o Atlético das últimas posições. “O campeonato é engraçado, há três rodadas a gente brigava para sair da zona [de rebaixamento] e agora pela ponta [na tabela]. Fechamos entre nós [jogadores] para sair mais rápido possível da zona e brigar lá em cima. A gente tem esse potencial e temos um elenco qualificado para brigar pelo G4. Vamos tentar”, prometeu.

E os torcedores, o que acham dessa reação do time e a que creditam essa volta por cima do Rubro-Negro? A Furacao.com foi ouvir o que pensam os atleticanos sobre o atual momento do time e as projeções para a sequência no Brasileirão, confira algumas respostas:

“O time não é brilhante, mas tem se mostrado muito aplicado e deve fazer um Brasileiro sem sustos, do meio para cima da tabela. É só não inventar e nem querer fazer mais do que se pode. Todos temos que entender que é um último ano de sacrifícios.” – Juarez Villela Filho, funcionário público

"Pra mim é a união do time. Dá para ver que eles estão jogando com alegria. E isso é muito importante para um grupo que quer almejar algo maior em um campeonato". – Anne Louise Borges, publicitária

“Acho que mudança no comando do time mexeu com o elenco. Os atletas que não estavam sendo aproveitados se motivaram e os que estavam como titulares mais ainda para se manter. O elenco atleticano é bom, faltam peças, mas tem qualidade. O que estava faltando era acreditar no seu potencial, e foi isso que o Mancini fez, acreditou, passou confiança e o time se acertou. A vitória contra o Atlético-MG foi a prova disso, o time acreditou até o final e foi recompensado. Agora a torcida que antes estava desconfiada, passou a acreditar também, inflou, se empolgou e vai ser difícil segurar esse time.” – Ricardo Cruz, publicitário

“A melhora do time foi o crescimento de produção de jogadores-chave como Manoel, Luiz Alberto e Marcelo. Além do bom trabalho nas substituições que o Mancini vem fazendo, com as entradas do Dellatorre, Elias durante os jogos, Éderson e principalmente o Zezinho, que foi determinante nas duas últimas vitórias do Furacão.” – André Grocheveski, designer, representante do Atlético no Pão Com Vina

"Minha opinião do porquê recuperamos é muito simples: paramos de tomar mais gols do que fazemos. Parece uma análise muito óbvia mas efetivamente – e sem querer entrar em análises de nomes de técnicos, jogadores, etc. pois não acho que as mudanças tenham sido tão significativas nome a nome – seguimos fazendo bons jogos, seguimos fazendo muitos gols, apenas paramos de tomar mais do que fazemos. Acho que nossa defesa encaixou melhor e com alguma sorte estamos tomando menos gols. Marcelo voltou a ser decisivo, ter confiança, e isso é a melhor notícia que tivemos pós parada." – Carlos Vicente, empresário e consultor



Últimas Notícias