11 ago 2013 - 20h34

Foi por pouco, Furacão!

Em busca da quinta vitória consecutiva no Brasileirão, o Atlético foi até o Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, enfrentar o Internacional com a volta de Everton na equipe e João Paulo entre os titulares. Ao final, um empate em 2 a 2 com os colorados. Os gols atleticanos foram marcados por João Paulo e Éderson.

Logo na primeira jogada, João Paulo abriu o placar no Rio Grande do Sul. Aos 30 segundos, Dellatorre fez boa jogada na esquerda, Marcelo rolou para trás e João Paulo soltou uma bomba no canto direito do goleiro Muriel, fazendo o primeiro do Furacão.

Aos nove, outra boa chance do Atlético. Após saída errada da zaga do Inter, Dellatorre tentou o chute de longe no meio do gol e Muriel fez a defesa. Marcando bem a saída de bola dos colorados, o Furacão acabou surpreendido aos 14 minutos, quando os mandantes chegaram à igualdade no placar. D’Alessandro cobrou falta na esquerda, a bola tocou o travessão, Weverton saiu mal e a bola sobrou para Juan, que completou empatando a partida.

Enquanto o jogo continuava truncado no meio-campo, a equipe de Dunga chegou novamente com perigo aos 18 com o argentino Scocco. Ele bateu forte de fora da área e obrigou Weverton a se esticar todo para colocar a bola pela linha de fundo. O empate abateu os atleticanos, que erravam passes e tentavam ajustar a marcação em campo. Melhor na partida, o Internacional teve outra boa chance aos 28 com Scocco, que fez o cruzamento, Leandro Damião cabeceou e a bola tocou o travessão.

Com dificuldades para avançar e muito recuado, o Atlético só voltou a assustar aos 41, quando Léo cruzou e Everton cabeceou para grande defesa de Muriel.

Gols e igualdade no placar

Sem alterações, o Furacão voltou para o segundo tempo mais ligado na partida. Logo aos cinco, Dellatorre fez boa jogada pela direita, cruzou e Marcelo finalizou por cima do gol de Muriel. A resposta do Internacional veio logo em seguida, quando Scocco disparou pela esquerda e passou fácil pela marcação atleticana, mas na hora do arremate acabou pegando mal na bola e mandando-a longe do gol.

Amarelado na partida, Léo deu lugar à Jonas aos 13 minutos, quando o técnico Vagner Mancini fez a primeira substituição na equipe atleticana. Em campo, o Atlético tentava avançar ao campo de ataque, mas esbarrava na marcação colorada, que impedia as jogadas ofensivas do Furacão. Aos 18, após contra-ataque, Scocco recebeu na direita e chutou forte, mandando a bola por cima do gol rubro-negro. Os atleticanos responderam em seguida, quando Everton tentou o cruzamento, Marcelo desviou de cabeça e a bola chegou para Dellatorre, mas o atacante furou feio e perdeu boa chance para o Rubro-Negro.

O Rubro-Negro teve boa oportunidade aos 25 minutos, quando Paulo Baier deu um belo passe para Marcelo, que bateu de primeira, mas a bola foi para fora. Enquanto isso, Mancini promoveu a segunda alteração na equipe, tirando Dellatorre para o lugar de Éderson. E bastaram apenas quatro minutos para o artilheiro rubro-negro deixar sua marca. Aos 29, Marcelo fez grande jogada pela direita e cruzou rasteiro para Éderson, que bateu de primeira no canto esquerdo e Muriel, deixando o Furacão na frente do placar novamente.

Atrás no placar, o Colorado assustou em dois lances de muito perigo. Primeiro aos 32, quando Claudio Winck finalizou da entrada da área, a bola desviou na marcação e tocou a trave. Dois minutos depois, Leandro Damião saiu na cara de Weverton, mas o goleiro dividiu e tirou, mas a bola sobrou para Otávio, que ia arremantar quando o arqueiro atleticano fez o corte. Enquanto isso, Mancini fez a última mudança na equipe, colocando Juninho no lugar de Paulo Baier, aos 36 minutos.

Tentando se segurar com o placar favorável, o Atlético acabou levando o gol no final da partida. Aos 42, Otávio recebeu na área e bateu para o gol. A bola desviou em Luiz Alberto e entrou, deixando tudo igual novamente no marcador. No final, o Furacão ainda teve ótima chance para sair de Novo Hamburgo com a vitória. Já nos acréscimos, Éderson recebeu na esquerda, avançou e chutou para o fundo das redes, mas o assistente assinalou, de forma errada, o impedimento do atacante, prejudicando o Furacão. Final, 2 a 2 no Estádio do Vale.

Agora o Atlético se prepara para enfrentar o São Paulo, na próxima quinta-feira, no Morumbi.

%ficha=989%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…