25 ago 2013 - 20h25

Furacão vence bem e entra no G4

O confronto entre duas equipes que defendiam longa invencibilidade no Campeonato Brasileiro prometia aquecer a noite deste domingo (25) na capital paranaense.

De um lado o Atlético, que buscava consolidar a boa fase com uma vitória para chegar ao G4 e, de outro, o time da estrela solitária, Botafogo, que precisava vencer para retomar a ponta da tabela.

Depois de um primeiro tempo bem movimentado, mas sem gols, o Furacão partiu com tudo para cima do alvinegro e, com show da dupla Dellatorre e Éderson, marcou dois gols em 11 minutos e levou ao delírio os mais de 13 mil torcedores presentes na Vila Capanema.

Com o resultado, o Rubro-Negro chegou pela primeira vez ao grupo dos que se classificam para a Libertadores da América, alcançando a 4ª posição no Campeonato Brasileiro ao ultrapassar o Corinthians, que hoje empatou com o Vasco.

Jogo começa movimentado, com superioridade atleticana

O Rubro-Negro começou bem, pressionando o Botafogo em busca do gol. Aos quatro minutos, Paulo Baier lançou para Éderson, que invadiu a área pela direita e cruzou para a área, mas o zagueiro botafoguense cortou para escanteio. Na cobrança, Baier cruzou e Dória afastou, de cabeça.

Aos oito, Éderson recebeu na entrada da área, de costas para o gol, girou e bateu no canto para bela defesa de Jefferson. Aos dez, Baier tentou fazer o lançamento para a área, mas o goleiro alvinegro segurou com tranquilidade.

Depois da pressão inicial do Atlético, o time carioca equilibrou o jogo e levou perigo algumas vezes à meta de Weverton. Aos 11 minutos, Lodeiro recebeu de Seedorf e saiu na cara de Weverton, mas Bruno Silva conseguiu impedir o arremate tirando para escanteio. Aos 15, Vitinho aproveitou a sobra e cabeceou no canto alto, buscando o ângulo esquerdo, mas Luiz Alberto salvou.

O jogo seguiu com boa movimentação, mas poucas chances criadas por ambas equipes, cujos atacantes quase sempre eram flagrados em posição de impedimento. Até que, aos 31 minutos, João Paulo chutou de longe e quase acertou o ângulo direito de Jefferson, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 33, após cobrança de escanteio, Baier deu um tapa e deixou Dellatorre em boa condição, mas no arremate a bola bateu na rede, pelo lado de fora.

Aos 41, Luiz Alberto e Bolívar se estranharam dentro da área antes de cobrança de escanteio para o Atlético e foram advertidos com cartão amarelo. Dois minutos depois, nova chegada perigosa do Furacão. Éderson cabeceou com capricho e exigiu ótima defesa de Jefferson, que espalmou. No rebote, o próprio Éderson rolou para Dellatorre, que outra vez chutou na rede, pelo lado de fora.

No último lance do primeiro tempo, aos 45 minutos, mais uma boa defesa de Jefferson. Paulo baier recebeu na entrada da área e bateu rasteiro, no canto do goleiro alvinegro, que segurou firme.

Retorno avassalador e vitória com show da dupla Éderson e Dellatorre

Sem alterações no time, o Rubro-Negro voltou com tudo para o segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Dellatorre fez jogada extraordinária, passou como quis pelos marcadores e invadiu a área. A bola espirrou na zaga e sobrou para Éderson abrir o placar com a ajuda do camisa 49, que protegeu a bola até que ela cruzasse a linha da meta.

O gol animou ainda mais os jogadores, que mantiveram o ritmo e logo chegaram ao segundo, outra vez com a dupla de ataque trabalhando bem. Aos 11, Dellatorre fez boa jogada pela esquerda e tocou para Éderson que, com tranquilidade, tocou por baixo na saída de Jefferson e chegou à artilharia do Brasileirão ao marcar seu 10º gol na competição, para delírio dos mais de 13 mil torcedores presentes na Vila Capanema.

Com a vantagem no placar, o Furacão diminuiu o ímpeto ofensivo, enquanto o Botafogo buscava o resultado. Aos 13 minutos, Vitinho arriscou de muito longe e Weverton se atrapalhou, mas a zaga estava ligada e conseguiu afastar. Aos 17, Lodeiro recebeu de Vitinho e devolveu para o atacante, que bateu por cima do gol.

Mas apesar das tentativas do Botafogo, a marcação atleticana estava implacável e o alvinegro não conseguia levar perigo à meta de Weverton. Aos 23, Manoel cometeu falta e recebeu o terceiro cartão amarelo, tornando-se desfalque para a próxima rodada.

O técnico Oswaldo de Oliveira começou a mexer no time, buscando a reação. Mas as mudanças não surtiram o efeito almejado e o Atlético quase chegou ao terceiro. Aos 34, Éderson recebeu na esquerda e se jogou de carrinho na bola, que passou à direita do goleiro Jefferson, já batido no lance.

Já no fim da partida, aos 40 minutos, Vitinho chegou com muita força na dividida e acertou Weverton, o que criou uma confusão na área atleticana. Depois de muita discussão, o atacante alvinegro e o lateral Pedro Botelho acabaram expulsos.

Mas apesar da pressão sofrida no final, a noite era mesmo do Atlético que, confirmando a boa fase, derrotou o Botafogo e chegou pela primeira vez ao G4 do Campeonato Brasileiro.

%ficha=993%



Últimas Notícias

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…