26 set 2013 - 22h57

Tudo igual no primeiro duelo

Em busca de um bom resultado no primeiro jogo contra o Internacional, pela Copa do Brasil, o Atlético foi até Novo Hamburgo encarar o Internacional e empatou por 1 a 1. O gol atleticano foi marcado pelo meia Paulo Baier, logo no começo da partida, enquanto Otávio marcou nos minutos finais. O Furacão ainda teve as expulsões de João Paulo e Fran Mérida na partida.

Confira como foi o jogo:

Baier deixa o seu

Sem surpresas, o técnico Vagner Mancini promoveu apenas uma alteração na equipe que venceu a Ponte Preta na última rodada do Campeonato Brasileiro, colocando João Paulo na vaga do suspenso Zezinho. No tradicional 4-4-2, o Furacão chegou ao primeiro gol logo aos cinco minutos, depois que Léo fez boa jogada pela direita foi derrubado. Paulo Baier foi para a cobrança e, com maestria, abriu o placar em Novo Hamburgo. A bola ainda desviou em Leandro Damião antes de morrer no fundo das redes do goleiro Muriel.

Com a vantagem no marcador, o Atlético continuou bem postado em campo e só viu o Internacional chegar com perigo aos 18 minutos, quando D’Alessandro cobrou falta na área, Índio desviou de cabeça e a bola passou à esquerda de Weverton. Na velocidade, o Atlético voltou a assustar aos 24, depois que Marcelo cruzou rasteiro, Paulo Baier ajeitou para Éderson, mas o artilheiro acabou sendo travado pela zaga colorada. Na jogada seguinte, o camisa 77 tocou para Marcelo na área, mas a bola acabou ficando com Muriel.

A partida continuou movimentada em Novo Hamburgo. Aos 28, Josimar soltou uma bomba de fora da área e Weverton espalmou. A resposta atleticana surgiu em rápido contra-ataque e quase resultou no segundo gol na partida. Aos 29, Éderson recebeu na cara do goleiro e finalizou para fora, desperdiçando ótima chance de ampliar o marcador.

Pressão colorada, expulsões e gol no final

Sem mudanças na equipe, o Furacão voltou para o segundo tempo levando um susto logo no primeiro minuto de jogo. Dunga colocou Otávio e Scocco nos lugares de Josimar e Leandro Damião, e o Internacional teve duas bolas na trave, uma após cabeceada de Gabriel e a outra no chute de Scocco. A resposta atleticana veio aos seis minutos, quando Paulo Baier cobrou falta e a bola sobrou para Pedro Botelho na pequena área, mas o lateral finalizou por cima do gol.

A pressão colorada continuou aos nove minutos. Scocco soltou uma bomba na entrada da área e Weverton espalmou. O arqueiro voltou a brilhar novamente aos 18, quando Juan tocou de cabeça e o camisa 12 fez uma linda defesa. Enquanto isso, Mancini promoveu a primeira alteração no time, tirando Éderson e colocando Dellatorre.

Aos 30, Paulo Baier quase marcou o segundo na partida. Em cobrança de falta, o maestro tentou o canto direito de Muriel, que se esticou todo para fazer a defesa. A resposta do Inter veio na sequência, quando Caio chutou cruzado e a bola passou rente à trave direita de Weverton. Depois disso, o treinador atleticano tirou Paulo Baier e promoveu a entrada do espanhol Fran Mérida.

Tentando segurar o placar, o Furacão teve a expulsão do volante João Paulo, que já tinha amarelo, e fez a última alteração na partida, aos 41 minutos, com a entrada de Marcelo Palau no lugar de Deivid. A pressão colorada surtiu efeito aos 44, quando os mandantes chegaram ao gol de empate. Após bola alçada na área, Manoel tentou cortar de cabeça e a pelota caiu no pé de Otávio, que chutou forte de perna direita, igualando o marcador. Nos acréscimos, Fran Mérida levou o segundo amarelo e acabou sendo expulso da partida.

O jogo de volta acontece no dia 23 de outubro na Vila Capanema. Enquanto isso, o Furacão volta as atenções para o Campeonato Brasileiro, onde enfrenta o Vitória no domingo (29).

%ficha=1002%



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…