12 nov 2013 - 17h12

AEG anuncia inauguração da Areninha para 2015

A AEG Facilities, empresa americana que será gestora da Arena da Baixada, divulgou nessa semana em seu site oficial informações sobre a Areninha, centro de eventos que será construído ao lado do estádio atleticano. A intenção é tornar a Baixada um complexo multiuso, a exemplo do que ocorre em outros locais geridos pela AEG no mundo.

Em seu site, a empresa afirma que a Areninha será inaugurada em 2015. Além disso, a AEG ressalta a capacidade do local para 10.000 pessoas, assim como a possibilidade do complexo receber partidas oficiais de basquete. O local será um centro de entretenimento, com shows e eventos diversos sendo realizados.

A gestão da AEG na Arena da Baixada foi firmada em contrato com duração de dez anos, com 100% das receitas geradas sendo destinadas ao Atlético, em bilheterias das partidas de futebol, shows, e qualquer outro evento realizado na Arena da Baixada e na Areninha. A AEG receberá como remuneração a prestação de serviços como venda de patrocínios e captação dos eventos e shows feitos no complexo esportivo.

Vale ressaltar que a empresa americana é uma das grandes administradoras do mercado e melhor negociadora de naming rights para complexos esportivos em todo o mundo. 100 arenas e casas de shows no planeta são comandadas pela AEG, entre elas o Staples Center, em Los Angeles e a 02 Arena, em Londres.

Charles Steedman, diretor da AEG, declarou já no ano passado que a empresa escolheu a Baixada pelo fato de Curitiba ter enorme potencial tanto para eventos esportivos quanto para culturais. O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Mário Celso Petraglia, desde o início do projeto afirmava a necessidade da Baixada ser um centro de entretenimento: "A AEG trará a sua experiência na captação de eventos, dando ao clube a certeza de receitas importantes e a utilização do complexo como multiuso durante todo o ano", finalizou.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…