26 nov 2013 - 8h10

Flamengo jamais foi campeão empatando o jogo de ida

Empatar o primeiro jogo como mandante não significa ter perdido o título. Uma vez que na história da Copa do Brasil houveram 11 empates na primeira partida, em somente seis delas, o visitante do primeiro jogo terminou com o título do torneio. Nessas cinco finais das quais o mandante do primeiro jogo obteve a conquista da copa, o Flamengo esteve em duas delas (1997 e 2004).

O adversário do Atlético na final da Copa do Brasil jamais foi campeão desta competição após empatar o jogo de ida da final. São três vices campeonato que o rubro-negro carioca tem em sua história. Em duas oportunidades, a decisão foi no Maracanã lotado, mas que acabou em decepção para os flamenguistas.

O primeiro vice aconteceu em 1997. Após empatar com o Grêmio fora de casa por 0 a 0, o Flamengo não soube aproveitar a chance de decidir no Maracanã, e acabou empatando em 2 a 2. Resultado que deu o título para a equipe gaúcha. Já em 2003, o Flamengo enfrentou o Cruzeiro. O rubro-negro carioca fez o primeiro jogo no Maraca, acabou empatando em 1 a 1, e o Cruzeiro se sagrou campeão daquele ano vencendo o segundo jogo por 3 a 1, no Mineirão. A maior zebra aconteceu em 2004, quando o Flamengo disputou o título com o Santo André. O time carioca empatou o jogo de ida em 2 a 2 no Palestra Itália, e, novamente decidindo no Maracanã lotado, o Santo André surpreendeu a todos ao vencer o Flamengo por 2 a 0. Este foi o terceiro vice da Copa do Brasil do clube carioca.

Assim como o Santo André em 2004, que conquistou o título como visitante do segundo jogo, os últimos 4 campeões deste torneio nacional jogaram a segunda partida fora de suas casas. Como foram os casos do Corinthians em 2009, Santos em 2010, Vasco em 2011 e Palmeiras em 2012. E se considerar toda a história da Copa do Brasil, das 24 edições do torneio em 14 delas, a equipe que jogou o segundo jogo fora de casa se tornou campeã.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…