30 nov 2013 - 0h23

Atlético anuncia que obras na Arena atingem 85,53%

A um mês do prazo estipulado pela Fifa para a conclusão de todos os 12 estádios que receberão os jogos da Copa do Mundo, o Atlético corre contra o tempo com as obras na Arena. De acordo com levantamento divulgado na sexta-feira (29) pela CAP S/A, as obras atingiram no final de outubro 85,53% de conclusão – avanço de 2,8% comparado com o último balanço, que apontava 82,7% de trabalhos executados.

Durante o mês de outubro, os trabalhos mais significativos no estádio foram de movimentação de terra para o nivelamento necessário para instalação do gramado, conclusão das novas escadas no Setor Madre Maria, que ligarão a arquibancada inferior à arquibancada superior e início da construção das escadas internas nas quatro esquinas do estádio.Os trabalhos de acabamento da área interna seguem acelerados com revestimento em cerâmica das alvenarias nos banheiros, bares, salas técnicas e vestiários, além da instalação de pisos nos corredores e banheiros, acabamentos nos camarotes e o piso elevado das salas técnicas em vários pavimentos do estádio.

Outro avanço significativo foi quanto à área de arquibancadas, com o término dos 150.000 furos que servirão de base para a instalação de todas as cadeiras no estádio. Quanto à cobertura, o Atlético informa a conclusão das vigas principais da estrutura metálica da cobertura, com os trabalhos agora na instalação das vigas secundárias. Também está em fase de instalação as placas em policarbonato que fecham as laterais do estádio.

Confira algumas imagens das obras na Arena:

Instalação de piso na área interna [foto: site oficial]


Cobertura das arquibancadas [foto: site oficial]


Fachada externa [foto: site oficial]


Vigas secundárias da cobertura do estádio [foto: site oficial]


Arquibancadas recebem trabalhos finais; furos para instalação das cadeiras estão concluídos [foto: site oficial]



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…