13 dez 2013 - 9h16

Moro promete carta na manga em julgamento

O Atlético será julgado nesta sexta-feira (13) à tarde no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Motivo: a briga generalizada entre torcedores do clube e do Vasco, na Arena Joinville, no último domingo. Pela denúncia feita ao tribunal, o clube paranaense pode perder até 20 mandos de campo em competições nacionais – como o Brasileirão e a Copa do Brasil. Contudo, o advogado que vai defender o Atlético, Domingos Moro, promete lançar mão de uma carta na manga.

“Vou trabalhar com vários opcionais e propor ao tribunal uma coisa que o tribunal não espera. Não posso adiantar o que é. Vou propor uma medida diferente. Ou execução de pena diferente, que possa balançar as estruturas do tribunal”, disse Moro, ontem, a uma rádio de Curitiba. O advogado defendeu o Atlético em todas as vezes que o clube foi réu no STJD. “Conseguimos vitórias que nenhum clube conseguiu. O Atlético só foi condenado em um processo. Levamos sempre fatos novos, e amanhã não vai ser diferente”.

Moro se disse espantado com a rapidez com que o caso será julgado. “E a primeira vez que vejo tamanha celeridade. Cinco dias do fato. Aconteceu no domingo, amanhã (hoje) é sexta e serão julgados. Há clamor popupar. O Jornal Nacional dedica toda noite um bloco inteiro ao fato”, disse ele

Por causa do clamor popular, Moro prevê que o STJD vai dar uma “resposta” – no caso, uma punição pesada ao Atlético. “Lógico que a respostava vai vir. Se a resposta que vier não for boa, que seja péssima, que daí é mais fácil atenuá-la”, afirmou. Isso porque, dependendo da resposta, o advogado vai entrar com recurso junto ao Pleno do STJD – a última instância desportiva. Nesse caso, o julgamento pode ocorrer ainda neste ano.

STJD nega recurso, mantém resultado e "rebaixa" o Vasco

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou nesta quinta-feira (12) o rebaixamento do Vasco. O recurso em que o clube carioca pedia a impugnação da partida do último domingo, contra o Atlético, foi negado pelo tribunal.

A ação foi movida pelo clube carioca na última quarta-feira. A intenção do Vasco era conseguir os três pontos da partida na Arena Joinville, o que livraria o clube do descenso e jogaria o Criciúma para a degola.

O Vasco se baseava no artigo 19 do regulamento geral de competições da CBF para entrar com o recurso. A partida em Joinville ficou paralisada por 71 minutos, mas o regulamento prevê que o jogo só pode ser interrompido por até 60 minutos.

O clube carioca ainda pode fazer um pedido de reconsideração do recurso.



Últimas Notícias

Brasileiro

No Maraca a gente resolve

O Athletico venceu o Fluminense no estádio do Maracanã nesta noite de quinta (17), de virada, pelo placar de 2 a 1. Quando se trata…

Fotos

Furadog, o novo membro da Furacao.com!

Saudações rubro-negras! Eu me chamo Gabriel Rodriguez Martins, tenho 23 anos e sou atleticano desde que me conheço por gente. O vermelho pulsante contrastando com…