22 jan 2014 - 15h25

Furacão pode contar com atacante chileno na Libertadores

O atacante Juan Manuel Lucero, que defendeu a Portuguesa na Série A do Campeonato Brasileiro em 2013, pode ser um dos reforços para o elenco atleticano neste primeiro semestre de 2014. Lucero pertence ao Cerro Porteño, do Paraguai, mas não deve ficar no time de Arce, treinador da equipe paraguaia.

Lucero, de 28 anos, nasceu na Argentina, mas se naturalizou chileno para poder ter mais oportunidades de defender a seleção. El Escorpión, como é conhecido no Paraguai, começou a sua carreira no Coquimbo Unido, do Chile. Em terras chilenas também defendeu o Colo-Colo e o Cobresal, além de ter duas passagens pela Argentina, aonde jogou com a camisa do Cólon e do Defensa y Justicia. No Paraguai, defendeu dois dos maiores times, o Olimpia e o Cerro Porteño, neste último ele conseguiu o título do Torneo Apertura 2012.

Em entrevista à Radio 650AM, de Assunção (PAR), o atacante afirmou na manhã desta quarta-feira (22) que procura um clube para poder continuar mostrando o seu futebol. O próprio atacante afirmou que, em princípio, a negociação com o Atlético, caso seja concretizada, será um empréstimo de seis meses com cláusula de compra ao final do empréstimo. A possível vinda do atacante também foi divulgada no portal Hoy.

Lucero é conhecido por ter uma ótima técnica e ser ídolo da torcida do Cerro, porém, sofre demasiadamente com lesões. Foram quatro, apenas em 2013.

Ficha Técnica

Nome completo: Juan Manuel Lucero Campos
Posição: atacante
Nascimento: 26/05/1985
Local de nascimento: Mendoza (ARG)
Altura: 1,80m
Peso: 75 kg
Clubes: Coquimbo Unido (CHI), Colo-Colo (CHI), Cobresal (CHI), Olimpia (PAR), Colón (ARG), Defensia y Justicia (ARG), Cerro Porteño (PAR) e Portuguesa

Veja abaixo um vídeo do jogador:



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…