18 fev 2014 - 0h05

Em 28 dias, obra evolui e chega a 91% de conclusão

Desde que a Fifa deu um ultimato a Curitiba para a conclusão das obras na Arena da Baixada, chegando a ameaçar a cidade de exclusão dos jogos, uma força-tarefa foi montada para viabilizar avanços nos trabalhos. O resultado desse trabalho conjunto, que contou com governo do estado, prefeitura e o próprio Atlético será observado nesta terça-feira (18) pelo consultor de estádios da Fifa, Charles Botta, que será o responsável pela análise da evolução na obra.

Segundo o governo do estado, cerca de 91% das obras foram finalizadas. Como ponto favorável para a permanência da cidade como sede na Copa está o cumprimento de todas as exigências que o próprio Botta fez em 21 de janeiro, e que foi solicitado formalmente pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

O gramado, que em janeiro ainda era apenas terreno com terra, ganhou grama.Os assentos, que na época tinham apenas 2 mil cadeiras instaladas, agora chegam a 15 mil – a exigência da Fifa era de 10 mil instalados até amanhã. E a cobertura avançou bastante, estando praticamente finalizada.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…