24 fev 2014 - 15h10

Conheça o Estádio José Amalfitani, palco do jogo de terça

O estádio José Amalfitani, ou popularmente conhecido por “El Fortin de Liniers”, palco do jogo desta terça-feira entre Vélez e Atlético, pela segunda rodada da Libertadores, tem muita história para contar. O local tem capacidade de 49.540 pessoas e as dimensões do gramado são 105 m x 70 m. Com arquibancada cimentada, em sua fundação a estrutura era diferente.

Do início da história do clube, de 1910 até 1941, o Vélez Sarsfield jogava de aluguel no campo em Villa Luro, cidade distrito de Buenos Aires. Através do terreno deste campo que o apelido de “El Fortin” surgiu. Já em 1941, o então presidente, José Amalfitani, comprou o terreno da Buenos Aires Western Railway. Entretanto, como o terreno parecia um pântano, o clube argentino decidiu erguer o seu estádio por meio de estrutura de madeira. A construção demorou três anos para terminar. No dia 11 de abril de 1943, o Vélez Sarsfield realizou a partida de estreia de seu estádio contra o River Plate. O jogo terminou com o placar de 2 a 2, e o então atacante do Vélez, Juan Ferraro, realizou o primeiro gol do estádio.

Esta estrutura de madeira durou somente até 1951. Neste ano, Amalfitani terminou a obra de cimentação do local, o que demorou quatro anos para realizar. A partida de reestreia do estádio foi entre o Napoli da Itália contra o Huracan da Argentina. O jogo terminou com a vitória do time italiano pelo placar de 2 a 0.

Já em 1968, o Vélez Sarsfield inaugurou o sistema de iluminação do seu estádio. O projeto idealizado pelo ainda presidente do clube, José Amalfitani, foi realizado pela Siemens Argentina. As quatro torres de 45 metros de altura com lâmpadas de quartzo-iodo e de HKI foram estabelecidas, e elas iluminam o estádio até hoje. Para a partida de inauguração do sistema de iluminação, o clube argentino jogou contra o Santos de Pelé. O placar terminou 2 a 2.

No dia 14 de maio de 1969, o presidente que concretizou todo estádio do Vélez Sarsfield, José Amalfitani, faleceu. Como homenagem, o clube colocou o nome do ex-presidente no estádio do qual ele tanto trabalhou.

Na Copa do Mundo na Argentina de 1978, o estádio José Amalfitani foi remodelado de acordo com as exigências da FIFA. Através desta remodelação, a casa do Vélez Sarsfield alcançou a capacidade de 49.540. Nesta Copa, o estádio foi sede de três jogos: Áustria 2 a 1 Espanha, Áustria 1 a 0 Suécia e Espanha 1 a 0 Suécia.

Desde o ano de 1981, o estádio recebe grandes shows internacionais. Nos 17 shows realizados, bandas como Iron Maiden, Metallica e Red Hot Chilli Peppers estão entre quem já tocou dentro da casa do Vélez Sarsfield. Além destes eventos, o estádio José Amalfitani é também utilizado pela seleção argentina de rugby.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…