25 fev 2014 - 0h38

Novamente uma equipe argentina pelo caminho

Na noite desta terça-feira o Furacão vai à capital da Argentina, Buenos Aires, para enfrentar o Vélez Sarsfield em jogo válido pela 2ª rodada da fase de grupos da Copa Bridgestone Libertadores 2014. A partida vale a liderança do Grupo 1 da renomada competição continental.

Esta não será a primeira vez que o Rubro-negro viajará para o país vizinho para enfrentar um tradicional adversário. Na década de 70, o Atlético enfrentou o Boca Juniors em uma competição amistosa, o Torneio Atlântico Sul. A vitória do Furacão contra os hermanos, por 2 a 1, foi a única da equipe no torneio. Este torneio foi realizado no início de 1973 e o Atlético jogou contra Grêmio, Avaí, Nacional (Uruguai), Boca Juniors e Peñarol (Uruguai), o campeão da competição.

O Atlético voltou a enfrentar o Boca, desta vez pelas categorias de base, no primeiro semestre de 2006. Os confrontos ocorreram na Copa Saprissa, na Costa Rica. O time júnior do Atlético derrotou o Boca por 1 a 0 na primeira fase. Na grande final, Atlético e Boca empataram por 2 a 2. Nos pênaltis, o Rubro-Negro venceu por 7 a 6 e ficou com o título. Também nos juniores, o Atlético já enfrentou o Argentinos Juniors, na final da Dallas Cup de 2004.

Porém, os confrontos mais lembrados pela torcida foram contra o outro gigante da Argentina: o River Plate. No segundo semestre de 2006 o Furacão enfrentou uma equipe argentina em um jogo oficial pela primeira vez em sua história, quando, após eliminar o Paraná Clube na segunda fase da Copa Sul-Americana, o River Plate foi o sorteado como adversário na fase oitavas de final.

Naquele ano a equipe argentina contava com grandes nomes em seu elenco como os experientes Marcelo Gallardo e Ariel Ortega, além das jovens promessas Fernando Belluschi, Gonzalo Higuaín e Falcao Garcia. O multi-campeão Daniel Passarella era o técnico da equipe. Porém, nada disso foi páreo para a equipe comandada por Vadão.

Na primeira partida, no dia 27 de setembro, o Atlético foi até o Monumental de Nuñez e se impôs sobre os donos da casa, conseguindo uma boa vitória por 1 a 0, com gol do atacante Marcos Aurélio.

Já no jogo da volta, em 12 de outubro, a torcida deu show, o time correspondeu e após uma grande partida o placar de 2 a 2 indicou o Furacão como classificado para as quartas de final. Jancarlos foi o autor dos dois gols do Atlético, em duas grandes cobranças de falta.

Confira nos links abaixo matérias da Furacao.com à época, para que a atmosfera de 2006 embale o Atlético nas partidas contra o Vélez Sarsfield:

Primeiro jogo – Deu samba na terra do tango
Confira os vídeos de River Plate x Atlético

Segundo jogo – Não chores por nós, Argentina
Confira os vídeos de Atlético x River Plate



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…