O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
27 mar 2014 - 18h53

Chute pro ‘gorl’ de bico, lazarento!

Mais um daqueles jogos que demonstrou a fragilidade de nosso meio de campo. A falta de criatividade e a ausência de um jogador com capacidade de definição e com qualidade para compactar e determinar um conjunto sólido, capaz de roubar a bola e provocar contra ataques. O que não ocorreu com o adversário, que congestionou o meio de campo e produziu muita reação.

O time do Vélez errou muito o que determinou vários lances perigosos para o nosso ataque. Todas as oportunidades criadas foram jogadas no lixo.

Inaceitável a quantidade de gols desperdiçados ao longo dos dois últimos jogos. Até por isso o titulo da música de Cezar e Paulinho.

Acredito, como já contextualizei aqui inúmeras vezes, que a participação de Deivid é mais produtiva pela garra e determinação do que a presença de João Paulo. Já falei muito da ineficiência do João Paulo. Me recuso a falar sobre este assunto por demais desgastado e pela incompreensão que provoca a um determinado grupo de amigos e pessoas.

Estamos dia a dia sacrificando o melhor futebol, começamos a depender de outros resultados. Daqui a pouco estaremos ligados no jogo do Universitário.

Ultimamente estamos vendo imperar a falta de fundamentos, digo do treinamento repetitivo de lances e jogadas simples, mesmo chutando a gol. Cadê os batedores de falta? Em várias oportunidades o time poderia avançar para a cobrança de falta e nada tocavam a bola para o lado. Não conseguimos ver a posição (DETERMINAÇÃO) do técnico, em nenhuma destas oportunidades.

Para ser franco e direto, este treinador chega a ser pior que o Drubscky.

Agora, necessitamos buscar pontos no último jogo e para piorar nas alturas. Não me recordo de uma vitória contundente nesta condição.

Ainda não vi a viola em cacos. Mas é necessário uma urgente reformulação na parte tática, alguns testes para buscar uma alternativa que resulte em gols.

Quais são as alternativas? Marcelo, Adriano e um reposicionamento do meio de campo para o ataque.

Portugal está muito mal, com ele o time não alcançou a condição de conjunto, mesmo com poucas alterações entre o time principal e o banco de reservaS. Cade o matador?



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…