19 maio 2014 - 19h12

Presidente compara Manoel e Nathan a Dagoberto

Manoel e Nathan são os novos "Dagobertos". Foi dessa forma que o presidente Mario Celso Petraglia resumiu os litígios envolvendo os dois atletas e o Clube Atlético Paranaense. Na origem do conflito, segundo o dirigente, está a decisão dos atletas de deixar o Atlético ao término de seus contratos, recusando propostas vantajosas para renovar.

No passado, Dagoberto se envolveu em uma desgastante disputa com o Atlético, que se arrastou no Poder Judiciário e culminou com sua saída do clube que o revelou. Em ocasiões anteriores, Petraglia revelou que a disputa com o atacante foi a tarefa mais desagradável se seu período como dirigente.

Durante entrevista para a Rádio CAP nesta segunda-feira, um ouvinte pediu para o presidente explicar a situação dos dois jogadores. Petraglia se manifestou da seguinte forma:

MANOEL
"O Manoel, desde o ano passado, já vinha demonstrando a intenção de ser vendido, de não continuar conosco. Ele estava lesionado e nós temos uma fase de transição após a lesão, em que eles se recuperam jogando no nosso time B, ou Sub-23, como queiram, e eu disse a ele numa das reuniões que se ele não tivesse mais interesse, criando varias dificuldades, ele foi várias vezes notificado por indisciplina e cobranças de penalidade, se não era melhor que ele não continuasse jogando. Daí em seguida nós recebemos através de seu advogado, que prejudica os clubes de Curitiba, e agora chegou a nossa vez, que nós o reintegrássemos, mas nós nunca o eliminamos, ou que disséssemos no site que estaria a disposição, e assim o fizemos. Ele foi convocado para todos os treinamentos e viagens junto com o grupo principal, e todas as vezes se desligou."

NATHAN
"O Nathan é um menino em quem nós investimos, menos ainda que o Manoel, porque só tem 18 anos, e o Manoel tem 23, estamos investindo há nove anos, e no Nathan só há cinco. Fizemos uma oferta muito alta, fora dos nossos padrões, para ele renovar seu contrato, além das possibilidades, fomos buscar essas condições, e ele se nega a qualquer renovação. Estamos tranquilos porque temos uma opção de renovação judicial, temos ainda o direito nosso de renovação do primeiro contrato, vamos exercer pela Lei Pelé. Ele está à disposição, tem treinado com o grupo, mas um menino que não tem a intenção de continuar conosco, quer ficar livre – temos agora dois novos Dagobrtos na nossa vida – não tem a mesma cabeça para se dedicar. Ele se dedica, ele se doa na Seleção Brasileira, porque quer se promover para ir para um grande clube. No Atlético ele não tem a intenção de continuar conosco."



Últimas Notícias

Opinião

Aha, uhu, o Maraca é nosso!!!

Toda a pessoa que se diz apaixonada por futebol deve um dia conhecer o Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã e ontem meu…

Notícias

Cadê a torcida?

As médias de público do Athletico vem diminuindo ano a ano desde a reinauguração da Baixada pós Copa do Mundo e de maneira mais forte depois…