9 ago 2014 - 15h10

Reformulado, Furacão reencontra Mancini

O jogo do Atlético-PR contra o Botafogo, às 16h (horário de Brasília) de domingo, vai marcar o reencontro do clube paranaense com um velho conhecido: o técnico Vagner Mancini, que comandou o time durante o segundo semestre do ano passado. Ele estava à frente do Rubro-Negro vice-campeão da Copa do Brasil e na campanha do terceiro lugar no Campeonato Brasileiro.

Vagner Mancini chegou ao CT do Caju na metade do ano e resgatou o time da zona de rebaixamento, terminando com um aproveitamento de 62,3% – o que corresponde ao melhor aproveitamento de um treinador à frente do Atlético-PR em Campeonatos Brasileiros. Mesmo com os números a favor, o comandante não teve o contrato renovado – após semanas de espera – e só voltou a trabalhar em abril deste ano, quando foi contratado pelo alvinegro carioca.

A última partida que Vagner Mancini comandou do Furacão foi na goleada sobre o Vasco, por 5 a 1, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013 (relembre a partida no vídeo acima). O jogo, que decretou a classificação do Rubro-Negro à Libertadores e o rebaixamento do Vasco, acabou sendo marcado pela selvageria nas arquibancadas, com a briga de vândalos interrompendo a partida em Joinville por uma hora e dez minutos.

O grupo rubro-negro, depois daquele duelo, passou por uma grande reformulação. Dos 14 jogadores que participaram do confronto, apenas quatro ainda compõem o grupo principal. Um deles é o volante João Paulo, que relembrou a passagem do ex-treinador no Atlético-PR.

"É um cara que ajudou muito a gente aqui no ano passado, tem que dar os parabéns pelo que fez no Atlético-PR, mas hoje está no Botafogo e nós temos que fazer o nosso papel. Vamos jogar em casa e precisamos sair com a vitória, isso é o mais importante. Vamos cumprimentá-lo antes do jogo, mas entrou em campo é guerra", falou ao GloboEsporte.com.

Além de João Paulo, o goleiro Weverton, o volante Deivid e o atacante Marcelo também atuaram na goleada sobre o Vasco. Todos os outros deixaram o clube. São eles: Léo (Flamengo), Manoel (Cruzeiro), Luiz Alberto (Náutico), Maranhão (Guarani), Juninho (Ponte Preta); Paulo Baier (Criciúma), Zezinho (Chapecoense), Everton (Flamengo) e Felipe (Figueirense). O último que saiu do Furacão foi o atacante Éderson, autor de três gols na goleada sobre o Vasco, que foi emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes.

"Realmente muita gente saiu do grupo, mas hoje o nosso time é bem jovem, mas com muita experiência e está fazendo um bom campeonato. Estamos vindo de duas derrotas, mas todo mundo esquece que a gente estava há sete jogos sem perder. Tenho certeza que vamos dar o nosso máximo contra o Botafogo e dar a volta por cima", completou.

Na goleada por 5 a 1, o Atlético-PR atuou com: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Deivid, João Paulo, Paulo Baier e Everton; Marcelo e Éderson. No decorrer do jogo, Maranhão, Paulo Baier e Marcelo saíram para as entradas de Juninho, Zezinho e Felipe, respectivamente. Já sob o comando de Doriva, um provável Furacão na versão 2014 deve entrar em campo com Weverton; Mário Sérgio, Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, João Paulo (Otávio) e Marcos Guilherme; Cléo (Bady), Marcelo e Douglas Coutinho.

No comando do Botafogo, Vagner Mancini e Atlético-PR se reencontram no domingo, às 16h, na Arena da Baixada, em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Últimas Notícias