19 nov 2014 - 21h34

Mais um jogo em ritmo de férias

Sem grandes aspirações no Campeonato Brasileiro, Atlético e Santos se enfrentaram, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar de 1 x 1 demostra a falta de busca no campeonato das duas equipes. O próximo jogo do Furacão será contra o Bahia, no sábado (22), às 21:00, na Arena Fonte Nova.

No primeiro tempo, o Atlético jogou no seu habitual 4-2-3-1 de Claudinei Oliveira no clube, realizou as melhores chances e atuou melhor. Tanto que na primeira metade do jogo, o Furacão terminou com 51% da posse de bola, realizou oito finalizações (contra somente duas do Santos) e o time paulista não ameaçava a meta de Weverton. Porém, aos 27 da primeira etapa, Robinho abriu o placar após arriscar um chute da intermediária defensiva rubro-negra. Depois deste tento, o Rubro-negro não chegou mais com grande perigo ao gol de Aranha, o Peixe recuou em campo e a apatia no Atlético começou a aparecer.

No intervalo, Claudinei Oliveira colocou Hernani no lugar de Deivid. Com esta substituição e com a equipe precisando fazer gols, o Atlético iniciou o segundo tempo com maior intensidade. Aos 4, Cleberson fez o gol de empate após uma cobrança de escanteio cobrada por Bady. Depois do gol, o Furacão não conseguiu manter o mesmo ritmo e o Santos reequilibrou o jogo. Com o Peixe de novo em campo, Claudinei colocou Douglas Coutinho no lugar de Dellatorre, aos 27. Com o camisa 32, o Atlético ganhou mais fôlego, mas a equipe paulista não deixava o Furacão chegar na meta de Aranha. Aos 30 da segunda etapa, Sueliton saiu machucado sentiu dores em sua panturrilha direita e Mario Sergio entrou em seu lugar.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…