14 jan 2015 - 12h13

Edigar Junio espera suprir ausências de Marcelo e Coutinho

O jovem atacante Edigar Junio, oriundo das categorias de base, está de volta ao Furacão. Depois de despontar como grande promessa no início de 2011, o atleta perdeu espaço no elenco principal com a chegada do técnico Renato Gaúcho. Já em 2012, voltou a ter chances com o uruguaio Juan Ramón Carrasco, mas foi pouco aproveitado e permaneceu a maior parte da temporada no Sub-23. No início de 2013, disputou com os garotos o Campeonato Paranaense, sendo um dos destaques da equipe comandada por Arthur Bernardes, e chegou a ter novas oportunidades no time principal, mas acabou emprestado ao Joinville.

No time catarinense, Edigar Junio se destacou principalmente na campanha de acesso à primeira divisão com o título da Série B, em 2014. Hoje com 23 anos, o atleta recebeu elogios na despedida do Joinville, como revelou reportagem da jornalista Monique Silva publicada no GloboEsporte.com.

O presidente do Coelho, por exemplo, garantiu que se o atleta mantiver o bom rendimento tem condições de suprir a ausência de Marcelo: "Ele amadureceu muito aqui, e tenho certeza que se jogar no Atlético o que jogou no Joinville, vai conseguir suprir a falta do Marcelo", disse.

Já o técnico Hemerson Maria ressaltou a evolução técnica do jogador durante a permanência no time de Santa Catarina: "Taticamente ele evoluiu muito, participava também da armação das jogadas e da marcação. Ele teve um amadurecimento muito grande aqui, fora a questão psicológica. No começo da temporada ele era meio inseguro, quando não conseguia atuar bem ele sentia, ficava um pouco deprimido, então trabalhamos o lado psicológico dele para que ele pudesse ter mais confiança no potencial dele", destacou.

O treinador também ressaltou a versatilidade e a dedicação de Edigar Junio durante o tempo em que atuou pelo Coelho:

"No Joinville, fez gol recebendo lançamento, entrando em diagonal, de cabeça, recebendo cruzamento ou de oportunismo. Ele aumentou esse leque dele aqui. Ao final dos treinos ele fazia trabalho em separado, sempre ficava um tempo treinando situações específicas de jogo, sempre muito dedicado e focado. Em 2014 vi que dificilmente ele perde o foco e a concentração durante um jogo, detalhou o técnico do Joinville", completou.

O destaque do jogador na Série B chamou a atenção de muitos times da Série A, mas o próprio presidente Mario Celso Petraglia interviu para que ele permanecesse no CT do Caju em 2015. Com tantos elogios, Edigar Junio volta com moral para o Atlético e promete atender às expectativas da torcida:

"Eu quero fazer história aqui. Já realizei muitos sonhos no Atlético e volto com a intenção de deixar o meu nome marcado no clube. Todo jogador sonha em estar em um clube como o Atlético. Darei meu máximo para fazer boas atuações e dar alegria aos torcedores", declarou em entrevista ao site oficial.

Natural de Brasília (DF), o jogador começou no PSTC, de Londrina, e chegou ao Atlético em agosto de 2008, ainda nas categorias de formação. No total, participou de 48 partidas oficiais e marcou 11 gols com a camisa rubro-negra.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…