8 abr 2015 - 11h15

Presidente do Joinville afirma: “Não há absolutamente nada”

Nereu Martinelli, presidente do Joinville, afirmou ao Portal Joinville de que não há conversas do clube sobre transferência em relação a Paulinho Dias e a Edigar Junio. O dirigente disse que ambos deixaram “uma relação muito forte em Joinville” e de que há diálogo entre as partes, mas não sobre transferência. Já que as atuais posições de Mario Celso Petraglia e de Márcio Lara impedem com que haja alguma transferência atualmente.

Veja a resposta do presidente do Joinville quando perguntado sobre a especulação sobre Paulinho Dias e Edigar Junio para o seu clube:

"Eu gosto muito do Paulinho Dias. Foi eu quem trouxe ele do Marília para o Joinville. Depois fui para a Chapecoense, e há dois anos, ele vem sido titular do Atlético-PR. Ele inclusive é um atleta que jogou Libertadores. Está jogando Copa do Brasil e quadrangular de recesso do Paranaense como titular. O Edigar Junio é um atleta que teve excepcional passagem por aqui. Ele foi incorporado pelo Atlético e não vem sendo utilizado como titular, ou vem sendo utilizado pouco, permanecendo, assim, no banco de reservas."

"Você quer saber a minha opinião? Eu estou torcendo para que nenhum dos dois seja aproveitado pelo Atlético. Quem é que não gostaria de ter de volta o Edigar e próprio Paulinho Dias que faz várias funções dentro de campo. Mas eu acho muito difícil do Atlético liberar esses dois atletas. Eu sinceramente converso com os próprios atletas. Eles deixaram uma relação de atividade muito forte aqui em Joinville, adoram a cidade, a torcida. […] Mas em momento algum se falou em transferência porque nós conhecemos a opinião atual do presidente e do Marcio Lara. Agora se em algum momento, o Atlético resolver liberar esses atletas, vocês podem ter certeza absoluta que a primeira equipe que eles irão consultar será o Joinville. […] Há uma relação profissional do Joinville com os atletas, mas não existe absolutamente nada.”



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…