11 maio 2015 - 0h25

O sentimento de ser uma mãe atleticana

No Dia das Mães o Furacão estreou bem no Campeonato Brasileiro de 2015, contra o Internacional, chacoalhando três vezes a rede dos colorados.

Mas quem fez bonito foram as mães atleticanas, que compareceram à Arena para vibrar com seu time. A Furacao.com conversou com algumas delas para saber qual o sentimento de ser uma mãe rubro-negra. Confira na reportagem fotográfica de Joka Madruga:

Para a enfermeira carioca Carolina Pina é uma emoção muito grande ser mãe atleticana. Por causa deste amor maternal, ela até mudou de time. “Sou carioca e era vascaína, mas meu filho nasceu aqui e se tornou atleticano, e eu também, e hoje em dia o Vasco não tem tanto significado como o Atlético, tudo por causa do meu filho”, relata Carolina.


Carolina e seu filho. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Olair Batista Ribeiro, de Grandes Rios-PR, afirma que “é um orgulho, um sentimento enorme ser mãe e atleticana”. E não perde um jogo desde que mudou para Curitiba.


Olair e sua filha. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Leonilda Maia Butka, não tem palavras para descrever este sentimento. Ela é de Campo Alegre-SC e vive esta paixão há uns 45 anos.


Leonilda e seu filho. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Indinalva Pereira: “ser mãe e ter uma filha que torce para o Atlético é maravilhoso”.


Indinalva e sua filha. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Gladis diz que é sensacional e sempre vai ao jogo com sua filha Gabriela que é mãe de seu neto Bernardo. Para Gabriela é muito bom ser uma mãe atleticana porque o Atlético é tudo para eles e o Bernardo vai ao estádio desde os cinco meses de vida. E ele foi o sortudo que ganhou o par de luvas que o goleiro Weverton usou para aquecer antes do jogo.


Gladis, Gabriela e Bernardo. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Marcia Aparecida Ribeiro da Silva foi pela primeira vez na Arena e adorou, ainda mais porque um de seus filhos entrou com os jogadores antes da partida. Nem ter tomado chuva tirou sua alegria.


Marcia e sua filha. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Carla Maria Grazinski é filha de atleticano e quer que seus filhos vençam na vida, assim como nosso Furacão.


Carla e sua filha. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM

Solange dos Santos Simoneto é de uma família de atleticanos e sente uma forte emoção em estar na Arena da Baixada com seu filho Gustavo.


Solange e seu filho. Foto: Joka Madruga/FURACAO.COM



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Continuidade

Lamentações passadas, vamos nos concentrar para essa reta final de campeonato Brasileiro, e fazer uma boa partida contra o São Paulo em busca da classificação…