8 jun 2015 - 19h16

Walter é apenas advertido e enfrenta o Grêmio

O Atlético nem entrou em campo, mas obteve importantes vitórias no âmbito jurídico nesta segunda-feira (8). Em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o atacante Walter foi apenas advertido e o clube foi absolvido pelos incidentes que ocorreram na partida contra o Atlético-MG, no dia 24 de maio, na Arena da Baixada.

O caso mais delicado envolvia o atleta rubro-negro, expulso pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto (ASP-FIFA/SP), que "carregou" na súmula relatando xingamentos de Walter, o que gerou sua denúncia com base em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): artigos 243-F por ofensa e 258 por atitude contrária à disciplina e ética desportiva, com pena que poderia chegar a até 12 jogos de suspensão. No julgamento, o advogado do clube, Domingos Moro, levantou o histórico do árbitro em outras partidas para aliviar a pena do jogador, que apenas foi advertido pelo STJD, ficando liberado para enfrentar o Grêmio na próxima rodada – ele já cumpriu a suspensão automática pelo cartão vermelho contra o Joinville.

No mesmo julgamento, o Atlético corria o risco de perder um mando de campo, justamente no clássico Atletiba, dia 21 de maio, devido ao relato do árbitro de cuspes de torcedores direcionados à arbitragem ao término da partida – nenhum atingiu os árbitros. O clube foi denunciado com base no artigo 213, inciso I, § 1º (deixar de prevenir e reprimir desordens), mas acabou absolvido pelo STJD.

A Procuradoria do STJD ainda pode recorrer das decisões.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Temos que repensar

Como sempre gosto de acompanhar às notícias sobre o CAP, e li que o uruguaio recém contratado, não será aproveitado neste ano no CAP. Então…

Notícias

Em busca dos pontos perdidos

A tabela do Campeonato Brasileiro e o sorteio das chaves tanto da Copa Brasil como da Taça Libertadores da América acabaram criando um cenário curioso…