25 jul 2015 - 21h01

Salve, Weverton!

Não foi moleza. O Atlético encarou o Avaí neste sábado (25) , em Florianópolis, para tentar voltar a figurar entre os primeiros colocados do Brasileirão. Após derrotar a Chapecoense na Arena, no último domingo (19), o time de Milton Mendes entrou em campo buscando a segunda vitória fora de casa na competição, e conseguiu, mas foi suado.

Depois de sair na frente, com gol de Marcos Guilherme, o Rubro-Negro sofreu o empate e conseguiu ficar novamente em vantagem no final do segundo tempo, com mais um gol de Marquinhos. Porém, aos 46′ da segunda etapa, um pênalti mal marcado para a equipe da casa quase pôs água no chope da nação atleticana. Mas, felizmente, Weverton fez belíssima defesa e garantiu os três pontos para o Furacão.

No primeiro tempo, o Rubro-Negro começou com tudo, indo para cima do time catarinense. Logo no primeiro minuto, perdeu uma boa chance de abrir o placar com Crysan. Aos sete, Nikão limpou a marcação e chutou da entrada da área, mas Vagner fez bela defesa e evitou o primeiro gol atleticano. A reação do Avaí aconteceu aos 19 minutos, quando Eduardo Neto arriscou uma bicicleta, mas Weverton fez tranquila defesa. Aos 39, em cobrança de falta, Nikão acertou o travessão e, aos 42, Marcos Guilherme tocou para Crysan, correu para receber de volta e bateu na saída do goleiro adversário, marcando um golaço para abrir o placar a favor do Furacão.

Já no segundo tempo, com as alterações promovidas por Milton Mendes, o Atlético voltou mais cauteloso e acabou facilitando para o Avaí, que foi em busca do empate. Mas apesar da pressão inicial, o alviceleste não conseguia levar perigo à meta de Weverton até que, aos 38 minutos, Romulo aproveitou passe de André Lima e mandou para o fundo das redes, empatando a partida. E quando a torcida rubro-negra já se conformava com o empate, brilhou a estrela de Marcos Guilherme. O jovem jogador aproveitou a sobra depois de um chute de Otávio e mandou para o gol, devolvendo a vantagem ao Furacão aos 44 minutos da etapa final.

Minutos depois, aos 46, o árbitro Wilton Pereira Sampaio marcou um pênalti muito duvidoso a favor do time da casa. Mas, para alegria da torcida rubro-negra, Weverton fez linda defesa e garantiu a segunda vitória do Atlético fora de casa no Brasileirão.

QUE MOMENTO!
Marcos Guilherme voltou a brilhar e, com dois gols marcados, garantiu a vitória do Rubro-Negro sobre o Avaí.

SAI QUE É SUA, WEVERTON!
Porém, os gols de Marquinhos poderiam não ter bastado para o bom resultado, não fosse a linda defesa de um pênalti por Weverton, aos 47’ da segunda etapa.

NÃO DÁ!
Ytalo entrou no lugar de Crysan e, mais uma vez, não foi bem.

OS GOLS:
0x1 – 42’/1º: Marcos Guilherme – Com a camisa 10, Marquinhos recebe de Hernani, tabela com Crysan e sai na cara do gol, tocando na saída do goleiro adversário para abrir o placar na Ressacada.

1×1 – 38’/2º: Romulo – Roberto escora de cabeça para André Lima que, sem dificuldade, toca para Romulo empatar a partida.

1×2 – 44’/2º: Marcos Guilherme – Otávio tenta o arremate, a bola resvala na zaga e sobra para Marquinhos marcar o gol da vitória atleticana.

PRÓXIMOS JOGOS: Palmeiras (fora), Sport (casa) e Flamengo (fora).

%ficha=1122%



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…