12 ago 2015 - 21h31

Bobeou, dançou!

Tentando conquistar mais um resultado positivo fora de casa, o Atlético entrou em campo nesta quarta-feira (12), contra o Flamengo, no Maracanã. Porém, dando muitos espaços e pecando em lances cruciais, o time de Milton Mendes acabou não se encontrando na partida e sucumbiu, perdendo por 3 a 2.

A vitória do Rubro-Negro carioca começou a ser construída logo aos 12 minutos do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio da direita, Wallace aproveitou a falha da marcação e chegou batendo para o gol, abrindo o placar. Depois de sofrer o gol, o Furacão buscou manter a posse de bola e foi em busca do empate, que saiu aos 24, com Hernani. O jogador aproveitou cruzamento de Marcos Guilherme e escorou de cabeça para igualar o marcador.

Porém o Atlético não soube aproveitar o melhor momento que vivia na partida e, depois de empatar, voltou a cair de produção. Assim, em mais uma falha de marcação, aos 39 minutos, Emerson Sheik recebeu de Everton e colocou o Flamengo novamente em vantagem. E, aos 44, em cobrança de falta, Alan Patrick praticamente liquidou a fatura ao bater no ângulo, sem chances para Weverton, e ampliar para 3 a 1.

Já na segunda etapa, o Urubu passou a controlar a vantagem e o Furacão se atirou ao ataque, tentando diminuir o prejuízo. Aos sete minutos, Walter matou no peito, driblou dois marcadores e bateu forte, mas a bola saiu para fora. Aos 19, em cobrança de escanteio de Daniel Hernández, Kadu subiu de cabeça e descontou para o Rubro-Negro. Mas ficou nisso. Sem conseguir reagir, o Atlético ainda viu as chances de buscar o empate se esvaíram com a expulsão de Hernani, aos 34 da etapa final.

O DONO DO JOGO: Com muita disposição, Emerson Sheik impôs seu futebol e foi o grande comandante do Flamengo na vitória sobre o Atlético. Além de marcar o segundo gol do Urubu, manteve a posse de bola e sofreu várias faltas, inclusive causando a expulsão de Hernani.

APAGADO: O meia Bruno Mota, mais uma vez, não foi bem. Demonstrando apatia, o jogador nada produziu em campo e acabou substituído por Barrientos ainda no primeiro tempo.

OS GOLS:
1×0 – 12’/1º: Wallace – Em cobrança de escanteio, em falha incrível da zaga atleticana, Wallace se antecipa e chega batendo de primeira para abrir o marcador a favor do Flamengo.
1×1 – 24’/1º: Hernani – Marcos Guilherme bateu escanteio fechado e César espalmou. A bola voltou para Marquinhos, que levantou a cabeça e cruzou para Hernani escorar de cabeça, empatando a partida.
2×1 – 39’/1º: Emerson Sheik – Em mais uma bobeada da zaga do Atlético, Everton desvia de cabeça e a bola sobra para Sheik, livre, avançar em direção ao gol e bater forte, no canto direito de Weverton, e colocar o Urubu novamente em vantagem.
3×1 – 44’/1º: Alan Patrick – No final do primeiro tempo, Kadu cometeu falta na entrada da área. Na cobrança, Alan Patrick bateu com perfeição, por sobre a barreira, acertando o ângulo de Weverton, que nada pôde fazer.
3×2 – 24’/2º: Kadu – Novamente em cobrança de escanteio, Daniel Hernández colocou a bola na cabeça de Kadu, que subiu bem e desviou para o gol, descontando para o Furacão.

PRÓXIMOS JOGOS: Santos (casa), Internacional (fora) e Goiás (casa).

%ficha=1125%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…