13 ago 2015 - 11h26

Defesa preocupa

Dentre os dez primeiros colocados do Brasileirão 2015, as piores defesa são as do Atlético e do Internacional, que sofreram ao todo 21 gols, com média superior a um gol sofrido por partida portanto. Se por um lado nas seis primeiras rodadas quando o clube sofreu somente três gols e atingiu a liderança a defesa formada por Gustavo e Kadu mostrava entrosamento, o time nas doze rodadas seguintes só não sofreu gols nas vitórias por 1 a 0 diante da Chapecoense e Palmeiras. Em todas as demais partidas o time sofreu ao menos um gol.

O Flamengo tinha o quarto pior ataque da competição e marcou três vezes na defensiva atleticana e em mais duas oportunidades que foram anuladas, uma na falta sobre Weverton e outra no impedimento de Kayke. Mais grave ainda é perceber que clubes com força ofensiva medíocre como Goiás (13) e Coritiba (12 gols) marcaram duas vezes no Atlético.

Atualmente a defesa é formada pelos laterais Eduardo e Sidcley e pela dupla de zaga Christián Vilchés e Kadu. O lateral esquerda não enfrenta o Santos na próxima rodada e seu substituto deve ser o recém contratado Alan Ruschel. Caso opte por mexer no miolo de zaga, o treinador Milton Mendes conta com o ex-capitão Gustavo, o ex-palmeirense Wellington e com o jovem Ricardo Silva.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…