22 set 2015 - 16h44

Conheça o Brasília FC, adversário das oitavas de final

Depois da derrota no clássico Atletiba, o Furacão se concentra agora para enfrentar o Brasília FC, em partida válida pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O adversário, ainda pouco conhecido por boa parte da torcida atleticana, é uma figura importante do futebol da região Centro-Oeste do Brasil.

A história do clube se associa diretamente com a história do futebol na capital nacional. Os primeiros "boleiros" da cidade foram os trabalhadores e operários que trabalharam na construção da cidade de Brasília, em meados da década de 60. Durante as pausas do trabalho, era comum que esses trabalhadores disputassem jogos e até campeonatos de futebol representando as empresas para as quais trabalhavam. A prática se tornou comum e os campeonatos disputados entre empresas foram se profissionalizando cada vez mais. O único problema era a alta rotação de empresas participantes em cada ano, uma vez que as construtoras não ficavam instaladas em Brasília por muito tempo.

Em 1976, os empresários da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF) decidiram então criar uma equipe que pudesse participar dos torneios da cidade todos os anos, e que pudesse também chamar novos participantes para os campeonatos. Assim nasceu o Brasília FC (inicialmente chamado de Brasília Esporte Clube), com as cores inspiradas no América-RJ.

O "Colorado", como é conhecido, é a equipe do Distrito Federal que mais vezes atuou na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, contabilizando 7 participações (1977, 1978, 1979, 1981, 1983, 1984 e 1985).

Além disso, o Brasília FC também foi o primeiro "Clube Empresa" totalmente privado do futebol profissional no Brasil, pois em 1998 um grupo de sócios comprou o departamento de futebol do clube. Foi nesse momento que o então "Brasília Esporte Clube" mudou de nome para o atual "Brasília Futebol Clube".

Mesmo inovadora, essa mudança não trouxe muitas alegrias ao clube. No início dos anos 2000, o Brasília se afundou em dívidas e acabou em uma crise de rebaixamentos seguidos nos campeonatos estaduais. Foi só em 2011 que a equipe voltou a elite do futebol brasiliense, sob nova direção e com uma nova filosofia de investir nas categorias de base.

Logo em 2013, a equipe voltou a final do Campeonato Brasiliense, vencendo o primeiro turno da competição (Taça JK) e de quebra ainda inaugurou o estádio Mané Garrincha, que foi construído especialmente para a Copa do Mundo de 2014. Na ocasião, o Brasília acabou sendo vice-campeão, perdendo o título para o Brasiliense.

O Brasília FC conquistou o direito de participar da Copa Sul-Americana ao se sagrar Campeão da Copa Verde, em 2014, batendo o rival Brasiliense, o Cene-MS, o Cuiabá-MT e, na final, o Paysandu-PA. Mesmo após conquista contra o Papão, nos pênaltis, este título ainda envolveu uma disputa extra-campo com a equipe de Belém do Pará, que alegava que o Brasília havia escalado 4 jogadores irregularmente na competição. Mesmo assim, o STJD decidiu que o Colorado era o Campeão da Copa Verde 2014 e a equipe ficou com o título.

Com isso, o Brasília FC se tornou a primeira equipe do futebol brasiliense a disputar uma competição internacional. Na primeira fase da Sul-Americana, a equipe bateu o favorito Goiás, após empatar em Brasília por 0 a 0 e vencer em Goiânia no jogo de volta, por 2 a 0, garantindo a vaga para enfrentar o Furacão nas oitavas.

A partida de ida será na noite de quarta-feira (23) às 22h, na Arena da Baixada. A partida de volta será na próxima quarta-feira (30), em Brasília.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…