3 out 2015 - 23h01

Dura rotina…

O Atlético sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Desta vez, para o São Paulo por 1 a 0 na noite deste sábado (03), no Morumbi, pela 29º rodada.

Com o resultado, o Furacão segue com os mesmos 38 pontos, na 11ª posição, sem vencer há sete jogos – são dois empates e cinco derrotas.

O Atlético adotou estratégia semelhante aos jogos contra Palmeiras e Atlético-MG e adiantou a marcação. Porém, dessa vez, deixou a defesa exposta. O São Paulo investia principalmente pela direita, nas costas de Sidcley. E foi por ali que Ganso fez boa jogada, bateu e, no rebote, Rogério marcou para o time paulista. Mas o assistente assinalou (de forma incorreta) o impedimento. Os mandantes continuaram pressionando, mas não conseguiram balançar as redes. Já o Rubro-Negro teve poucas chances, como em cobrança de falta de Hernani e chute de Daniel Hernández, mas não deu muito trabalho.

No segundo tempo, a partida ficou mais equilibrada. Ambas as equipes tiveram chances claras de gol, mas quem levou a melhor foi o São Paulo. Aos 26 minutos, Rogério aproveitou sobra dentro da área e fez o único gol da partida. Walter e Nikão retornaram ao time, nos lugares de Crysan e Daniel Hernández. Mas, mesmo com a volta dos dois artilheiros, o Furacão não conseguiu evitar mais uma derrota.

O CRAQUE: Rogério foi o melhor da partida. Foi dele o gol da vitória do São Paulo. O atacante também fez um gol no primeiro tempo, mas o assistente marcou impedimento.

A TIRIÇA: Marcos Guilherme. Meia não apareceu na partida. Ele errou um passe que poderia ser o gol do atacante Walter, levou cartão amarelo e está suspenso para o jogo contra o Cruzeiro.

OS GOLS 26’/2º: Rogério – Após jogada na área, a bola sobrou para atacante que não desperdiçou.

PRÓXIMOS JOGOS: Cruzeiro (casa), Corinthians (casa) e Fluminense (fora).

%ficha=1140%



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…