3 out 2015 - 19h42

Torcida atleticana enviou homenagem a Kita

Os torcedores mais jovens talvez não saibam, mas Kita teve um papel muito importante na história atleticana. Morto neste sábado, aos 57 anos, Kita foi ídolo da torcida em tempos financeiros complicados e retribuiu o carinho com gols e muita dedicação.

Em 1990, o Atlético lutava com muita garra para enfrentar o Coritiba, que havia sido campeão estadual no ano anterior e contava com jogadores como Pachequinho e Tostão. A contratação de Kita foi recebida com muita empolgação pela torcida. O camisa 9 havia sido titular da Seleção Brasileira nas Olimpíadas de 84, artilheiro do Gauchão e do Paulistão e com passagens por Flamengo e a dupla Gre-Nal.

No Atlético, Kita marcou gols e se tornou uma referência. Na decisão contra o Coritiba, acabou sendo ofuscado por Dirceu, carrasco do rival nos dois jogos finais. Mas mesmo assim Kita teve um papel importante.

Homenagem

O carinho da torcida atleticana pelo ídolo não desapareceu, mesmo passados 25 anos. Neste sábado, quando a triste notícia do falecimento do jogador chegou a Curitiba, alguns torcedores não pensaram duas vezes: mandaram uma coroa de flores para o velório de Kita em Passado Fundo, em nome da torcida atleticana. A mensagem diz o seguinte: "Obrigado Kita, Torcida Atlético Paranaense".



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…