18 out 2015 - 17h01

Revoltada, torcida dispara contra Petraglia

O ano do futebol. Esta era a promessa do presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, para 2015, depois de vários anos de priorização das obras da Arena da Baixada visando à Copa do Mundo. Ficou na promessa.

Depois de iniciar o ano com uma campanha medíocre no Campeonato Paranaense, disputando o "Torneio da Morte", e ser eliminado precocemente pelo Tupi-MG na Copa do Brasil, o Rubro-Negro, na base da superação, iniciou bem o Campeonato Brasileiro e surpreendeu a todos. Mas não durou muito.

O time que chegou a liderar o Brasileirão no início caiu assustadoramente de produção e, agora, se aproxima perigosamente da zona do rebaixamento. Pior que isso, o futebol demonstrado em campo, seja ainda sob o comando de Milton Mendes, seja agora com Cristóvão Borges à frente da equipe, beira o ridículo e enfurece o torcedor que, apesar de tudo, seguia apoiando o time das arquibancadas.

Mas a paciência do atleticano parece ter chegado ao fim. Ao final do primeiro tempo em que o time levou um banho de bola do Corinthians, em plena Arena da Baixada, a organizada Os Fanáticos puxou o coro que foi acompanhado por praticamente todos os presentes no estádio: "HEY, PETRAGLIA, VTNC!!!"

Não parou por aí. Além das vaias dirigidas aos jogadores na saída de campo, os rubro-negros (que protagonizaram uma bonita festa, com direito a mosaico, antes da bola rolar) protestaram muito contra a Diretoria, com ironias e xingamentos.

Pudera, o Rubro-Negro não vence no Campeonato Brasileiro desde 02/09, quando derrotou o Atlético-MG por 1 a 0, no Independência. De lá para cá, são nove jogos de jejum, com direito a empate com o Joinville e derrota para o Vasco, dois times que brigam desesperadamente contra o rebaixamento. Além dos maus resultados, a postura do time em campo é o que tem causado maior revolta nos torcedores. Que fase!



Últimas Notícias