7 nov 2015 - 21h32

Até 2016!

Sem maiores pretensões no Campeonato Brasileiro, mas ainda precisando afastar qualquer risco de rebaixamento, o Atlético recebeu neste sábado (7) o Avaí, que também luta para escapar da Série B. Diante de um pequeno público na Arena da Baixada, o Rubro-Negro fez 2 a 1 no Leão da Ressacada e agora já projeta 2016. Para quem esperava brigar por títulos no “ano do futebol”, temporada foi decepcionante!

No primeiro tempo o time de Cristóvão Borges se impôs em campo e não deu chances para o Avaí. Com Walter mostrando a vontade de sempre e com Sidcley e Eduardo jogando excepcionalmente bem, o Furacão não teve dificuldades para abrir 2 a 0 no placar e praticamente sacramentar a vitória. Aos oito minutos, Sidcley fez boa jogada individual, mas arrematou mal e facilitou a defesa de Vagner. Em cobrança de escanteio, aos 12, Vilches teve duas chances de abrir o placar, mas a zaga adversária conseguiu afastar. Mantendo a posse de bola, o Atlético não corria qualquer risco.

A primeira chegada do Avaí saiu aos 23’, em cobrança de falta que André Lima mandou longe do gol. No minuto seguinte, Sidcley recebeu lançamento nas costas da zaga e tentou encobrir o goleiro, mas a bola bateu caprichosamente na trave. Aoos 32, Walter recebeu cruzamento e cabeceou certinho, no chão, mas Vagner conseguiu salvar em cima da linha. Dois minutos mais tarde, a superioridade atleticana se fez em números: depois de fazer boa jogada, Walter aproveitou o rebote, driblou o goleiro e bateu forte para estufar as redes e abrir o placar na Arena. Aos 34, Sidcley quase ampliou após cruzamento de Eduardo. E aos 42, Eduardo fez linda jogada pela direita, tabelou com Crysan e tocou na saída de Vagner. Sidcley, que vinha entrando pelas costas da zaga, empurrou para dentro e marcou o segundo do Furacão.

Com a boa vantagem construída na primeira etapa, o Rubro-Negro voltou devagar para o segundo tempo. Com isso o Avaí foi para cima e, depois de pressionar no início, conseguiu descontar com Anderson Lopes, aos 13 minutos. Logo em seguida, um susto para a torcida atleticana: Eduardo Neto recebeu na entrada da área e, de frente para o gol, bateu firme buscando o ângulo de Weverton, mas a bola foi para fora. Depois disso, o Atlético conseguiu administrar bem o jogo e não correu mais riscos, mantendo o resultado até o apito final.

TRINCA INSPIRADA: Walter, Sidcley e Eduardo foram os grandes destaques da partida. Principalmente no primeiro tempo, os atletas rubro-negros deram muito trabalho ao adversário e garantiram a vitória na Arena.

ACABOU O SUFOCO: Vencendo dentro de casa depois de mais de dois meses, o Atlético afastou qualquer risco de rebaixamento. Um alívio para a torcida, mas muito pouco para o “ano do futebol”.

OS GOLS:

1×0 – 34’/1º: Walter – Walter recebeu de Sidcley na entrada da área, fez o pivô e tocou para Roberto, que tentou a finalização, mas deu rebote. Esperto, o camisa 18 driblou o goleiro e estufou as redes do Avaí para abrir o placar na Arena.

2×0 – 42’/1º: Sidcley – Eduardo fez bela jogada pela direita, tabelou com Crysan e tocou na saída de Vagner. A bola já ia entrando mas, para garantir, Sidcley empurrou para dentro de carrinho.

2×1 – 13’/2º: Anderson Lopes – Em cruzamento da esquerda, André Lima disputou a bola com Vilches, que tentou afastar. A bola sobrou limpa para Anderson Lopes que, de frente para o gol, não desperdiçou.

PRÓXIMOS JOGOS: Palmeiras (casa), Sport (fora) e Flamengo (casa).

%ficha=1146%



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…