18 nov 2015 - 23h05

Confusões e bobeadas que custam caro

Num jogo marcado por muita confusão e reclamações com a arbitragem, excesso de erros defensivos do Furacão, gol-relâmpago de Marcos Guilherme e uma noite inspirada de Ewandro, que entrou no segundo tempo e marcou dois, o Atlético não suportou a pressão do Palmeiras e cedeu o empate em 3 a 3 nos minutos finais, nesta quarta-feira (18), na Arena da Baixada.

O jogo ficou marcado por muitas reclamações com a atuação do árbitro Dewson Freitas da Silva (PA), que errou em vários lances e pecou principalmente na disciplina, deixando de distribuir cartões. A lambança capital saiu aos 8’/2º, quando Gabriel Jesus claramente domina a bola com o braço antes de seguir a jogada e tocar para Robinho fazer o primeiro do time paulista. No saldo de tantos erros da arbitragem, com direito a muitas reclamações por parte dos jogadores dos dois times, houve duas expulsões: Jackson, aos 48’/2º e Robinho, aos 49’/2º.

Com o resultado, o Atlético fica na 12ª posição, com 47 pontos, e agora enfrenta o Sport, em Recife, no próximo domingo (22).

OS GOLS:
1 x 0 – 1’/1º: Marcos Guilherme: Sidcley faz a jogada pela esquerda e cruza para Marcos Guilherme, livre da marcação, abrir o placar.
1 x 1 – 8’/2º: Robinho: Gabriel Jesus domina com o braço e ganha a jogada, a arbitragem erra e manda a jogada seguir. A bola sobra com Robinho, que chuta no canto esquerdo e empata o jogo.
1 x 2 – 28’2º: Jackson: Na cobrança de escanteio de Zé Roberto, Jackson cabeceia e desempata.
2 x 2 – 38’/2º: Ewandro: No primeiro lance dele em campo, Ewandro se livra da marcação e e chuta rasteiro de fora da área para empatar.
3 x 2 – 41’/2º: Ewandro: O Furacão cobra a falta no meio-campo rapidamente e Ewandro recebe livre dentro da área para finalizar na saída de Fernando Prass.
3 x 3 – 49’/2º: Alecsandro: Após cruzamento de Dudu, Cristaldo faz o giro e chuta, o goleiro Weverton defende e no rebote Vitor Hugo chuta, a bola desvia em Alecsandro, que empata o jogo.

PRÓXIMOS JOGOS: Sport (fora), Flamengo (casa) e Santos (fora).

%ficha=1148%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…