O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
19 nov 2015 - 6h47

Dívida zerada

Por que eu não votarei no Petraglia? Eu votaria e acreditaria nele, uma vez, só uma vez, ele agradecesse em público tudo que o Atlético fez por ele. Ouvi-o dizer muitas vezes que fez tudo, que ‘ele’ mudou o Clube Atlético Paranaense.

Quem era MCP antes dele chegar ao Atlético? Era o tesoureiro da campanha do Jaime Lerner. A empresa da qual fazia, e ainda faz parte por meio das ações que detém, enfrenta uma recuperação judicial.

Os estádios que ele teria construído, derrubado e reconstruído, absorveram mais de 70.000 cadeiras fabricadas pelo filho dele; o genro do Petraglia esteve à frente da construção e da reconstrução, recebendo salários de executivo de altíssimo nível; a filha dele tem dentro do CT do Caju uma empresa que presta serviços para ensinar inglês aos meninos da base; a esposa atuava na área da psicologia a serviço do Atlético, aliás, de forma brilhante, eis que ela, e o auxílio de uma igreja evangélica, recuperaram o menino Jadson para o futebol; Petraglia vendeu e comprou jogadores com absoluta autonomia como se trocasse grama natural para grama sintética do estádio; a atual esposa presta serviço na parte de preparação física; diversos amigos dele participaram da construção da Arena, uns vendem lâmpadas, outros serviços, enfim, Petraglia manuseou 349 milhões pra contratar e pagar quem ele quisesse etc.

Isso é ilegal? Não, não é ilegal. Pode parecer estranho, mas não é ilegal. O fato é que, de forma legal, a família dele foi extremamente beneficiada, e por conseguinte, ficou mais milionária do que já era.

Diante do exposto, não seria uma atitude legal reconhecer isso em público, uma vez apenas, agradecendo ao Atlético tudo que o clube fez por ele?

Outra coisa, eu e tantos outros mais pagamos as mensalidades rigorosamente mesmo longe de casa, fomos às ruas para defendê-lo no episódio Ivens Mendes quando ele foi execrado em rede nacional, o defendíamos enquanto ele agonizava numa depressão profunda. Sem a nossa torcida ele teria sobrevivido ao golpe? Estaria até hoje eliminado do futebol.

Até eu entraria em depressão profunda se aquele golpe baixo tivesse sido desferido em mim. Com tudo isso, ele não deveria agradecer, uma vez só, ao Atlético por tudo que o nosso amado clube fez por ele?

Entendo que a troca foi justa. Dívida zerada, fizemos uma excelente troca. Ninguém deve nada pra ninguém, ambos fizeram muito um pelo outro.

Que o Atlético Paranaense seja muito mais forte que todos os candidatos. Afinal, esse clube foi o mesmo que aprendi a amar desde os 4 anos de idade quando meu paizinho me levou pelas suas mãos calejadas para ver um jogo no Estádio Joaquim Américo, lá na velha social.

Sinceramente, eu espero mais da oposição. Sonho com uma aliança forte da oposição. Muita água ainda vai correr por debaixo da ponte, e enquanto ainda não correu, como já falei: que vença o melhor para o Atlético Paranaense.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Dois assuntos

Assunto 1- arbitragem tendenciosa. Infelizmente ao CAP por ingenuidade ou por não perceber, acaba deixando a CBF bem à vontade em escalar o Daronco que…