O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
12 dez 2015 - 15h22

Característica

Seja qual for a condição pessoal ou social do atleticano, há uma característica comum: O amor pelas características que fazem o Atlético ser o que é.

O Atlético é um clube vibrante, guerreiro, com uma torcida inflamada e apaixonada. Um clube de cores fortes. Boa parte da nossa torcida sequer consegue sentar pra assistir o jogo. Faz parte da nossa alma essa intensidade.

Ninguém se tornou atleticano por causa dos títulos. Lógico que todos queremos ser campeões de tudo, o tempo todo. Mas nos tornamos atleticanos pelo que o Atlético é e pelo que o Atlético representa. Quem não é assim, quem não tem essa energia, torce pro coxa ou pra qualquer outro time.

Porém, essa chama anda fria. Não tem como não enxergar que o torcedor atleticano está mais triste, mais cabisbaixo. Hoje em dia a gente vai no jogo e vê um time apático em campo levar uma surra do Corinthians com a torcida dos caras fazendo festa em cima do nosso goleiro.

Lógico que ainda existem vitórias, que ainda existem resultados até aceitáveis. Mas de nada adianta isso se o torcedor entra no estádio e não encontra aquilo que ele sempre se encantou.

O público baixo, o estádio que não chega perto de lotar nem mesmo em grandes jogos, é um reflexo de um clube que anda cada vez mais frio, mais distante, mais longe de sua característica. Uma torcida que pouco a pouco vai abandonando sua característica de empurrar o time pra cada vez mais incomodar o próprio time que já tem dificuldades pra responder dentro de campo.

É cada vez mais normal encontrar torcedores que não vão aos jogos por opção. O cara deixa de ir porque não se empolga. Não aguenta mais ver time apático, estádio apático, clube distante.

Por isso penso que é hora de aproveitar as eleições e oxigenar o clube.

Precisamos mudar essa política, por um fim nas brigas com a imprensa, com o governo, com todo mundo. Precisamos acolher a proposta da oposição de um novo plano de sócios e ingressos, mais inclusivo, que pode e deve ajudar a resgatar nossa característica.

Para que o Atlético possa um dia pensar em ganhar novamente títulos nacionais, títulos internacionais, com constância, sem que isso seja obra do acaso, precisa ter o respaldo do seu torcedor, precisa se manter fiel à sua característica. A estrutura é importante, mas ela pode e deve ser construída considerando o que temos de melhor, como vinha acontecendo até pouco tempo atrás.

Nada de chamar o Atlético ou o estádio por outros nomes. Nada de esquecer nossas tradições. Nada de foco em eventos. Nada de cores neutras. Vamos resgatar o que temos de melhor.

Respeitamos e agradecemos por todo o avanço que tivemos até hoje a gestão atual, mas é necessário que o foco mude. Precisamos que o Atlético volte a ser Atlético de novo.



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

Até o fim

No dia 10 de maio de 2005, o Athletico sofria uma das piores goleadas da história jogando dentro de seus domínios. Na Arena da Baixada,…